Inter perde para o CSA fora de casa e fica mais longe do G4

O Internacional conheceu o seu quarto tropeço consecutivo no Campeonato Brasileiro na noite desta quarta-feira, quando perdeu para o CSA pelo placar de 1 a 0, no Rei Pelé, pela 24ª rodada. O resultado também confirmou a ascensão do time alagoano, que esquentou a briga contra o rebaixamento.

Com o resultado, o Internacional ficou estacionado nos 38 pontos, deixando definitivamente a luta pelo título brasileiro. Já o CSA foi para 25, ganhando um novo fôlego contra a degola.

Com mais de 70% de posse de bola, o Inter dominou o primeiro tempo e chegou a ter dois gols anulados. O primeiro foi com Guilherme Parede. Ele recebeu de Neílton e chutou colocado para o fundo das redes, mas nada valeu. Ele estava em posição irregular. O mesmo Parede fez o segundo, após passe de Uendel, mas novamente foi marcado impedimento.

O time gaúcho ainda criou mais duas oportunidades com Rodrigo Lindoso. O volante arriscou de longe e parou na defesa de Jordi. Ele tentou no lance seguinte, mas desta vez acertou caprichosamente a bola na trave. O goleiro ainda pegou uma tentativa de Jordi, pelo lado esquerdo de campo.

O CSA foi mais discreto. Cauteloso, o time alagoano tentou pressionar nos minutos finais. Em cobrança de escanteio de Bustamante, Alecsandro cabeceou rente à trave. Antes do apito final, Naldo tentou marcar, mas jogou nas mãos de Marcelo Lomba

No segundo tempo, O CSA se arriscou mais e chegou com perigo logo aos seis minutos. Carlinhos cruzou na cabeça de Alecsandro, que jogou muito perto do gol de Lomba. Em seguida, foi a vez de Jonatan Gomez desperdiçar grande oportunidade. Ele recebeu dentro da área e chutou para fora.

A pressão deu resultado. O CSA abriu o placar aos 20 minutos. Dawhan invadiu a área e acabou derrubado por Uendel, pênalti. Jonatan Gomez foi para a cobrança e fez 1 a 0. A resposta veio com Wellington Silva. O chute do atacante, porém, acabou tirando tinta da trave.

O Internacional tentou um abafa nos minutos finais, mas encontrou um CSA muito bem postado no setor defensivo. O time alagoano se fechou e segurou o avanço do rival, tanto que Jordi pouco trabalhou na segunda etapa.

Na próxima rodada, o CSA enfrenta o Goiás no sábado, às 17h, no estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). No domingo, às 16h, o Internacional enfrenta o Santos no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

 

FICHA TÉCNICA:

 

CSA 1 x 0 INTERNACIONAL

 

CSA – Jordi; Apodi (Bruno Alves), Ronaldo Alves, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo, Jean Cléber, Dawhan e Jonatan Gomez; Bustamante (Jarro Pedroso) e Ricardo Bueno (Alecsandro). Técnico: Argel Fucks.

 

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba; Heitor, Emerson Santos (Klaus), Victor Cuesta e Uendel (Wellington Silva); Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick. Nico López, Guilherme Parede e Neilton (D’Alessandro). Técnico: Odair Hellmann.

 

GOL – Jonatan Gomez, aos 20 minutos do segundo tempo.

 

ÁRBITRO – Vinicius Furlan (SP).

 

CARTÕES AMARELOS – Ricardo Bueno (CSA); Nico López e D’Alessandro (Internacional).

 

RENDA – R$ 189.200,00.

 

PÚBLICO – 9.927 pagantes.

 

LOCAL – Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

internacional