Tenista russa apontada como sucessora de Kournikova morre aos 23 anos

A morte ainda não foi esclarecida; há suspeitas de ataque cardíaco

Violetta Degtiareva, apontada na Rússia como a nova Anna Kournikova por sua beleza, morreu no último dia 12 enquanto treinava em seu país natal, aos 23 anos. O motivo da morte, porém, segue sem ser esclarecido. Segundo a agência Central European News, a tenista foi vítima de um ataque cardíaco enquanto treinava em seu país natal. A informação teria partido de uma postagem feita no Facebook pela também tenista e amiga da atleta  Anastasia Vdovenco na última quarta-feira.

Na quinta-feira, porém, o site russo Don News informou que a jogadora não realizou nenhum treino neste ano. No mesmo dia, Vdovenco escreveu em seu perfil:

“Queridos jornalista, eu não tenho informações sobre a causa da morte de Violetta Degtyareva. Peço aos representantes da mídia que não escrevam informações falsas usando o meu nome. Ainda não posso acreditar na morte de Violet. Eu ofereço as minhas sinceras condolências a sua família”, escreveu.

Degtiareva, natural da cidade de Rostov, ficou conhecida muito mais pelos seus atributos físicos e os olhos claros do que pelo talento como jogadora. Ela ocupava somente a 1.086ª colocação no ranking mundial de simples e o 905º posto na lista de duplas da WTA. O ponto mais alto de sua carreira foi as quartas de final de um torneio de segunda escalão da Federação Internacional de Tênis na Turquia.

Em sua carreira, competiu em 20 torneios da Federação Internacional de Tênis no ano de 2014, incluindo participações nas chaves de simples e duplas. Em simples, teve 12 vitórias e 25 derrotas. Em duplas, foram 20 triunfos e 26 reveses.

Tênis