Comércio reage e MS abre 4,6 mil novos postos de trabalho em outubro

No acumulado do ano, estado criou 11.799 novos empregos com carteira assinada

Mato Grosso do Sul abriu 4.654 novos postos de trabalho formal em outubro, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Ministério da Economia.

O motor que impulsionou o resultado foi a reação dos setores do comércio e serviços. O primeiro foi responsável por abrir 1.715 novas vagas com carteira assinada, já demonstrando uma recuperação da economia e preparação para as vendas de fim de ano. A maioria das vagas foram abertas por lojas de materiais de construção e de roupas. O setor de serviços fechou o mês com 1.661 novas vagas, impulsionado pela volta das contratações em escritórios.

A indústria de MS continua em crescimento com a criação de 1.043 novos postos de trabalho. O destaque é para o setor de eletrodomésticos. Já o setor da construção civil registrou pequeno aumento, com novas 173 vagas e o ramo da agropecuária teve saldo positivo de 62.

No acumulado do ano, Mato Grosso do Sul está com saldo positivo de 11.799 novos postos de trabalho. Assim, desta forma foram admitidas 176.216 trabalhadores e 164.417 desligamentos.

O mês de outubro foi o segundo melhor do ano, ficando atrás apenas de fevereiro, quando o saldo foi de 5.989. A crise econômica provocada pelo coronavírus quebrou a série de altas no Caged e os meses de março, abril e maio tiveram mais demissões que admissões. Desde junho MS vem registrando saldos positivos.

AgropecuáriaCagedConstrução CivilCoronavírusCrise Econômicafim de anoIndústriaMato Grosso do SulMinistério da Economia