Com fronteira liberada, hotéis se preparam para fim de semana cheio em Ponta Porã

Procura por hospedagem aumentou depois da reabertura entre Brasil e Paraguai

Neste primeiro fim de semana com fronteira aberta definitivamente, os hotéis de Ponta Porã, que faz fronteira com a cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, se preparam para receber os turistas, que procuram preços mais acessíveis no país vizinho.

Segundo a recepcionista de um hotel, que preferiu não ser identificada, após a reabertura da fronteira, a situação mudou “da água para o vinho”. Ela explicou que os clientes ligavam, mas não faziam a reserva. “Porque ainda não tinha uma data definitiva”, disse ao Jornal Midiamax

Com a reabertura da fronteira ontem (15), com direito a ato de reabertura na Linha Internacional, as reservas no hotel aumentaram. “Nos últimos já estavam grandes, mas foi além do que a gente esperava”, contou. 

O mesmo aconteceu no hotel em que trabalha a recepcionista Adriana Pavão. Ela revelou que a procura por reservas aumentou bastante. O local, que parou as atividades devido a pandemia do coronavírus, reabriu em setembro, e desde então vê um aumento no movimento.

“Nós só estávamos com duas alas funcionaram e agora [devido a alta demanda] liberamos a terceira ala do hotel”, contou Adriana. 

Porém, nem todos viram o mesmo aumento. Em outro hotel ouvido pelo Jornal Midiamax, a procura não foi tão grande nos últimos tempos. “Foi muito baixo”, disse o gerente, que preferiu não ser identificado. 

“Mas nós esperamos que aumente nos próximos dias”, contou. 

Reabertura regrada

De acordo com as novas regras que foram estabelecidas pelo Ministério da Saúde e Bem Estar Social  do Paraguai, só serão permitido o ingresso de pessoas que estiverem usando máscaras. Além disso, cada fronteira terá um limite de horário estabelecido de trânsito livre.

Na fronteira entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, ficou definido que o acesso será  das 9 às 22 horas. Já em Salto Del Guairá, será das 6 às 22. No caso da Ponte da Amizade o horário estabelecido ficou das 5 às 22.

Bem EstarCoronavíruscot1FronteiraHotelMinistério da SaúdePandemiaParaguaiPedro Juan CaballeroTurismo