Exército do Paraguai deixa linha internacional e previsão é liberar fronteira até dia 15

Grandes lojas retomam atividades para moradores de 'cidades gêmeas'

O Exército do Paraguai já desfez as barreiras e deixou a linha internacional entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero e a previsão do governo paraguaio é de conseguir com o Brasil a liberação total da fronteira até o próximo dia 15. Por meio de uma nova portaria, o governo brasileiro prorrogou o fechamento das fronteiras para entrada de estrangeiros por mais 30 dias. Atualmente, o trânsito entre os moradores das cidades gêmeas está liberado.

“Tráfego de residentes fronteiriços em cidades-gêmeas, mediante apresentação de documento de residente fronteiriço ou outro documento comprobatório, desde que garantida a reciprocidade no tratamento dos brasileiros pelo país vizinho”, diz a portaria  nº 470.

“Estamos em processo de estabelecer a data antes do dia 15 conforme mencionado pelos presidentes, para a abertura gradual, segura e ordenada das fronteiras”, disse o chanceler Antoônio Rivas ao  ABC Collor.

A medida facilita ainda mais a implantação do protocolo de reabertura oficial das fronteiras entre os dois países, já anunciado e que deve entrar em vigor até o dia 15 de outubro. Desde segunda-feira (5), cercas de arame e outros obstáculos já foram removidas da Linha Internacional.

Conforme o Midiamax publicou, mesmo sem uma data definida de reabertura, que deve acontecer com pompas e fagos entre os presidente Mario Abdo Benitez e Jair Bolsonaro, as maiores lojas da fronteira, como Shopping China e Planet Outlet reabriram as portas e ao longo do dia receberam um grande fluxo de turistas.

No Shopping China que fez corte de pessoal e ficou sete meses sem funcionamento, os funcionários voltaram a trabalhar e comemoram a reabertura da loja com música e bandeiras dos dois países.

Fronteira