Com nova licença, Fibria se torna maior produtora de celulose do mundo

Indústria iniciou operação da 2º linha de produção no Bolsão

Mato Grosso do Sul se torna o berço da maior fábrica de celulose do mundo, em uma única planta. O posto foi alcançado já que a Fibria deu início às operações de sua segunda unidade, no município de Três Lagoas, na região do Bolsão, com investimentos de R$ 7,5 bilhões.

A nova unidade, Horizonte 2, vai produzir 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano, o que somado à primeira unidade, perfaz um total de 3,25 toneladas. Oficialmente, a fábrica começou a operar no dia 23 de agosto deste ano.

A licença que permitiu início da operação foi entregue pessoalmente pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e pelo titular da Semagro (Secretaria Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), durante solenidade na última segunda-feira (25), em Três Lagoas.

A Fibria também inaugurou o primeiro viveiro automatizado de eucalipto do mundo, que pode produzir até 53 milhões de mudas plantadas por ano. Técnicos da empresa foram até a Europa conhecer estratégias semelhantes para aplicar em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a assessoria da Semagro, a multinacional gera cerca de seis mil empregos na região do Bolsão, e destina 92% de sua produção ao mercado estrangeiro, sendo que responde por 32% do mercado mundial de fibra de eucalipto e 22% do mercado mundial de fibra curta.

FibriaFibria