Guia Lopes da Laguna mantém aulas remotas; Sidrolândia adota sistema híbrido

Guia Lopes da Laguna, cidade no oeste do Estado, entrou na lista de municípios que mantêm o sistema remoto de aulas. Por outro lado, Sidrolândia, na região central, adotou o regime híbrido. Os decretos foram publicados na edição desta quarta-feira (3) do Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul). Em […]

Adriel Mattos Publicado em 03/03/2021, às 16h29 - Atualizado às 16h33

Foto ilustrativa | Divulgação - Foto ilustrativa | Divulgação
Regime de revezamento é optativo e pais podem manter filhos em casa

Guia Lopes da Laguna, cidade no oeste do Estado, entrou na lista de municípios que mantêm o sistema remoto de aulas. Por outro lado, Sidrolândia, na região central, adotou o regime híbrido.

Os decretos foram publicados na edição desta quarta-feira (3) do Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul). Em Guia Lopes, a suspensão das aulas presenciais vai até 7 de abril.

Os alunos continuam realizando atividades complementares em casa. Pais e responsáveis sem acesso à internet podem requisitar o material impresso nas escolas, que ficarão abertas para este fim e também para tirar dúvidas.

Já Sidrolândia vai ter uma escala de revezamento dos estudantes, com parte indo à escola e outra acompanhando de casa a partir de 1º de abril. Alunos de 0 a 4 anos matriculados nos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) não estão inclusos no plano de retomada.

Pais e responsáveis podem enviar ou não os filhos à escola. Unidades particulares também estão autorizadas a reabrir, sendo facultativa o retorno neste caso.

Entenda

A REE (Rede Estadual de Ensino) adotou também sistema híbrido nos primeiros dias letivos de 2021. A presença dos alunos é facultativa.

Na Capital, permanece a suspensão do sistema presencial. Outras cidades do interior também mantiveram o regime remoto.

Prefeitura de Sidrolândia Assomasul REME Escola Municipal Prefeitura de Guia Lopes da Laguna Educação Infantil Escola Particular Coronavírus Covid-19 Pandemia