Escolas municipais passam por desinfecção contra coronavírus em Campo Grande

As escolas municipais de Campo Grande passam por nova desinfecção para evitar a disseminação do coronavírus. A ação é desenvolvida pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) e faz parte do plano de retorno às aulas híbridas, ou seja, com atividades remotas e presenciais. Por enquanto, não há previsão de retomar as aulas presenciais, mas há […]

Mylena Rocha Publicado em 04/03/2021, às 11h38

Escolas passam por desinfecção para evitar transmissão do coronavírus. (Foto: PMCG) - Escolas passam por desinfecção para evitar transmissão do coronavírus. (Foto: PMCG)
Mesmo sem aulas presenciais, há atendimento e entrega de kits nas escolas

As escolas municipais de Campo Grande passam por nova desinfecção para evitar a disseminação do coronavírus. A ação é desenvolvida pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) e faz parte do plano de retorno às aulas híbridas, ou seja, com atividades remotas e presenciais. Por enquanto, não há previsão de retomar as aulas presenciais, mas há atendimento nas escolas e a movimentação aumenta devido à entrega dos kits escolares.

As aulas presenciais nas unidades da Reme (Rede Municipal de Ensino) estão suspensas até julho deste ano, porém, as aulas podem ser retomadas no primeiro semestre caso a situação da pandemia permita. Para a desinfecção e limpeza das áreas internas e externas das escolas, é utilizado produto específico recomendado pelas autoridades de vigilância sanitária, eficaz na eliminação do novo coronavírus. Todo o trabalho é feito com máquinas de aplicação rápida e os agentes que atuam na desinfecção também estão devidamente protegidos com EPIs.

O serviço começou nesta quarta-feira (3) na Escola Municipal de Educação Infantil Coração de Maria, no Bairro Coronel Antonino. As Emeis Clebe Brazil Ferreira (Jardim Itamaracá), Tupinambás (Jardim São Lourenço), Georgina Ramires da Silva e Vó Fina (ambas na Vila Santo Eugênio), além da Escola Municipal Antônio José Paniago (Jardim Itamaracá) também passaram por desinfecção. A previsão é de que 53 unidades da Reme sejam higienizadas nos próximos 15 dias.

“Nossa preocupação é com os servidores que estão trabalhando normalmente nas unidades, atendendo aos pais e aos responsáveis pelos nossos alunos, para entregarem as atividades que devem ser desenvolvidas em casa, além dos kits de merenda e de materiais escolares”, explicou a secretária Municipal de Educação, Elza Fernandes.

Com o início da entrega dos kits de merenda e de materiais escolares, desde o início desta semana, o fluxo de pessoas nas unidades deve aumentar, já que a retirada dos benefícios deve ser feita pelos responsáveis na escola onde o aluno está matriculado. 

“Estamos agindo de forma preventiva para proteger a todos. Pedimos para que as famílias aguardem o contato da escola, que irá agendar a retirada dos kits, de forma ordenada, para não causar aglomerações”, afirmou o superintendente de Gestão Administrativa, Financeira e de Convênios da Semed, Walter Pereira.

O ano letivo começou no dia 8 de fevereiro, mas mesmo com as aulas suspensas, as escolas estão abertas para atender a comunidade escolar, das 7h30 às 13h30. No período da tarde, os servidores realizam trabalho interno, como o serviço de limpeza.

Semed REME Escola Municipal Vigilância Sanitária Educação Infantil Coronavírus Pandemia Limpeza