Em 24h, prefeitura recebe mais de 8,8 mil cadastros para vacina em Campo Grande

Profissionais de saúde e idosos acima de 75 anos podem inserir dados no sistema

A Prefeitura de Campo Grande recebeu 8.832 cadastros de pessoas pertencentes aos grupos prioritários para receber vacina contra Covid-19 num período de 24 horas após ter lançado o sistema.

Conforme o município, desse total, 5.948 são profissionais da saúde, 2.840 pessoas com 75 anos ou mais, 23 idosos institucionalizados e 21 indígenas aldeados.

O secretário municipal de saúde, José Mauro, esclareceu que todos vão receber a vacina, mas os que tiverem feito o cadastro terão prioridade. “Com os dados no sistema da prefeitura fica mais fácil”, declarou.

Além disso, o secretário explicou que o cadastro ajudará o município a elaborar uma estratégia de vacinação, dependendo da quantidade de pessoas que se declararem do grupo prioritário como profissionais de saúde, idosos acima de 75 anos e indígenas, por exemplo.

Cadastro

O usuário deve preencher um questionário com os dados pessoas e, no caso do profissional de saúde, anexar um comprovante de vínculo como carteirinha do conselho de classe ou holerite, e um documento oficial com foto para ambos.

A identificação não é um agendamento, mas garante atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evita a formação de aglomerações. Além disso, o processo no sistema não é obrigatório, quem não conseguir preencher os dados online poderá ir aos locais de vacinação tendo em mãos os documentos obrigatórios pessoais.

Confira o passo a passo do formulário:

  1. A pessoa apta a receber a vacina acessa o site www.vacina.campogrande.ms.gov.br através de dispositivo conectado à internet, realiza o seu cadastro uma única vez e preenche os dados obrigatórios exigidos pelo Ministério da Saúde
  2. Antes de finalizar a identificação, a pessoa deverá enviar pelo sistema os documentos de identificação obrigatórios para a vacinação (carteira de conselho da categoria; e/ou documento com foto; e/ou documento de vínculo empregatício; dentre outros)
  3. Finalizada a identificação, a pessoa poderá se dirigir até os locais de vacinação definidos pela Sesau/Prefeitura de Campo Grande, e informar aos responsáveis nesses locais que já realizou a identificação pelo sistema

Início da vacinação em Campo Grande

Na terça-feira (19), Campo Grande iniciou a campanha de vacinação contra Covid-19. A primeira a ser imunizada foi a enfermeira Flávia Crispini de Almeida, de 52 anos, que há 23 anos trabalha na rede pública.

Assim, equipes volantes da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) começam a percorrer 13 unidades de saúde, entre elas a Santa Casa, o Hospital Regional e o Hospital Universitário. A expectativa é que essa primeira etapa seja concluída em até duas semanas. Dentro de 28 dias, esse grupo recebe a 2ª dose.

Logística da vacinação para Covid-19

Neste primeiro momento, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) deixou claro que a vacinação será somente para os profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus e dos idosos que estão em casas geriátricas. ” Em razão da pouca quantidade de doses recebida pelo município não será possível expandir para os demais públicos neste momento. Assim que houver o envio de novas doses pelo Ministério da Saúde, o cronograma de vacinação seguirá seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI)”, pontuou o órgão.

Já está definido que haverá um polo de vacinação no Ginásio do Guanandizão, com capacidade para vacinar cerca de 2,5 mil pessoas por dia. Além disso, deverá haver drives-thru para pessoas com dificuldade de locomoção e idosos. As unidades de saúde também devem oferecer os imunizantes e devem funcionar com horário estendido, informou o secretário municipal de saúde, José Mauro.

Coronavíruscot1Covid-19GuanandizãoHospital UniversitárioMinistério da SaúdePrefeitura de Campo GrandeProfissionais de SaúdeSesauVacinaVacinação