Com dinheiro na conta, enfermeiros da Santa Casa de Campo Grande suspendem paralisação

O Siems (Sindicato dos Enfermeiros de Mato Grosso do Sul, confirmou na tarde desta terça-feira (9) a suspensão da paralisação, feita durante a amanhã, por de funcionários do setor da enfermagem e limpeza da Santa Casa de Campo Grande, por atraso nos salários. O hospital explicou, em nota, que não há paralisação e sim uma […]

Karina Campos Publicado em 09/02/2021, às 14h39 - Atualizado em 10/02/2021, às 08h51

(Foto: Reprodução/Siems-MS) - (Foto: Reprodução/Siems-MS)
Salários atrasados motivaram manifestação em frente ao hospital de funcionários da enfermagem e limpeza

O Siems (Sindicato dos Enfermeiros de Mato Grosso do Sul, confirmou na tarde desta terça-feira (9) a suspensão da paralisação, feita durante a amanhã, por de funcionários do setor da enfermagem e limpeza da Santa Casa de Campo Grande, por atraso nos salários.

O hospital explicou, em nota, que não há paralisação e sim uma manifestação de alguns funcionários convocados por sindicatos. “Realmente, o pagamento dos salários está atrasado porque a prefeitura não repassou o valor contratual”. Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), foram depositados pela prefeitura aproximadamente R$ 24 milhões.

Por volta das 7h30 de hoje, funcionários e sindicalistas organizaram uma assembleia na frente do hospital onde decidiram cruzar os braços até que o pagamento em atrasado fosse feito.

Mato Grosso do Sul Santa Casa de Campo Grande Sesau enfermeiros Siems enfermagem cot1 Limpeza