Viu algum? Energisa culpa ‘25,5 mil raios’ por falta de energia em Campo Grande nesta quinta

Temporal deixou 4,5 mil pessoas sem energia em 18 bairros da Capital

Cerca de 20 bairros em Campo Grande tiveram o fornecimento de energia elétrica prejudicado com o temporal desta quinta-feira (29). Foram, ao todo, conforme a Energisa, registrados 25,5 mil raios em Mato Grosso do Sul. Mas, você viu algum? O número é considerado alto, já que em julho deste ano, MS registrou uma tempestade elétrica, com 729 raios em um dia, valor considerado sete vezes maior do que o comum, que é cerca de 100.

“A chuva forte, acumulada em 56mm (somente nesta madrugada), veio acompanhada de ventos de mais de 54 km/h, causando danos diversos à rede de distribuição de energia”, informou a Energisa, justificando que a intensidade da chuva e dos ventos  provocaram a queda de árvores e galhos, derrubaram postes e lançaram objetos sobre a rede elétrica.

O temporal ocasionou no rompimento de cabos e interferiu no fornecimento de energia para aproximadamente 4,5 mil clientes, nos bairros: Jardim Batistão, Guanandi, Parque Novos Estados, Parque Residencial União, Pioneiros, Vila Piratininga, Vila Jacy, Jardim Centenário, Jardim Seminário, Nova Lima, Maria Aparecida Pedrossian, Rita Vieira, Santo Amaro, Universitário, Vila Albuquerque, Vila Popular e Vila Taveirópolis.

“De imediato, a empresa instaurou seu plano de contingência, quando mais equipes são direcionadas para atender as ocorrências. A concessionária aumentou em três vezes o número de equipes em campo e os trabalhos acontecem, de forma ininterrupta, ao longo de todo o dia. O volume de serviços aumentou em 100%, se comparado a um período normal”, informou a empresa.

No interior do Estado, os municípios mais atingidos pela Tempestade foram: Maracaju, Jardim, Aquidauana, Porto Murtinho, Bela Vista, Caracol, Nioaque, Jardim, Ponta Porã, Dourados e Sidrolândia.

Raios

Em 2019, a Energisa afirma que registrou aproximadamente 746 mil raios no Estado. “Esse número cresce a cada ano e pode impactar diversos setores.  Se compararmos outubro deste ano ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 106% no número de raios que atingiram o estado. Somente ontem, foram mais de 21.720 mil descargas atmosféricas em Mato Grosso do Sul”, destaca a concessionária.

Por outro lado, segundo dados do Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica), em julho desde ano, MS chegou a registrar 950 raios, sendo que 729 deles no período entre 16h e 20h, em apenas um dia. O número, segundo os pesquisadores, é considerado muito alto, levando em conta o intervalo de tempo e, principalmente, a época do ano. O normal, conforme o Elat, seria abaixo de 100 raios.

Chuvacot1Diário Oficial da UniãoEnergia ElétricaEnergisaJardim SeminárioMato Grosso do SulRita VieiraTempestadeVila Popular