Família quer laudo para esclarecer morte de adolescente de 15 anos testada com coronavírus

SES divulgou que menina testou positivo após realizar o exame RT-PCR, considerado o mais confiável

A família da adolescente de 15 anos que morreu após ser testada por coronavírus aguarda um laudo para esclarecer a causa da morte em Campo Grande. Na quarta-feira (21), a SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou que a jovem havia morrido em decorrência das complicações da Covid-19 e que faria uma investigação para saber se ela teria desenvolvido uma síndrome inflamatória. 

Desde o anúncio da morte, alguns familiares levantaram questionamentos sobre a real causa da morte. As informações eram de que a jovem havia se submetido à uma cirurgia de apendicite e que o estado de saúde dela estava delicado.

Nesta quinta-feira (22), familiares informaram ao Jornal Midiamax que não devem se manifestar sobre o caso por enquanto. A família diz que aguarda um laudo sobre o caso, que deve sair dentro de 30 dias. O laudo deve trazer respostas sobre a causa da morte da adolescente. 

Após questionamentos de familiares da vítima, a SES confirmou que a jovem testou positivo para coronavírus. “A coleta de swab da paciente foi realizada em vida. O exame RT-PCR realizado pelo Lacen/MS deu positivo para coronavírus”, disse a secretaria.

A informação sobre a vítima mais jovem da pandemia de coronavírus em Mato Grosso do Sul foi divulgada na manhã de quarta-feira (21), durante a live da SES. O secretário Geraldo Resende disse que o caso está sendo investigado. 

“Vamos fazer a investigação sobre esta jovem que veio a falecer no hospital da Capital. A equipe médica está fazendo um levantamento para ver se ela teve uma síndrome rara chamada Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica”, explicou. O hospital da Unimed, onde a adolescente foi internada, disse que não divulga informações sobre os pacientes.

Coronavíruscot1Covid-19Geraldo ResendeMato Grosso do SulPandemiaunimed