Agosto já tem 30 mortes por Covid-19 e números parciais de julho somam 312

Segundo a SES, ainda há óbitos em investigação que podem fazer as estatísticas do mês passado voltarem a crescer

Os três primeiros dias de agosto já contam com 30 registros de mortes decorrentes da Covid-19 em Mato Grosso do Sul, conforme o boletim epidemiológico do coronavírus desta terça-feira (4). O número já é quase 10% dos 312 registros de vítimas fatais registrados até o momento no mês anterior.

Vale lembrar que das 11 mortes comunicadas hoje, duas ocorreram no último dia 31 de julho, o que voltou a inflar as estatísticas daquele mês – dados parciais apontam 312 registros. Os números podem aumentar porque, de acordo com a SES (Secretaria de Estado de Saúde), ainda há mortes em investigação.

No dia 31, os dados parciais indicavam o registro de 286 mortes até às 19h do dia 30 de julho – até aquele momento, o número já revelava aumento de 308% nas mortes registradas em junho, quando 70 pessoas perderam suas vidas para a doença. Em maio, eram 11 óbitos, contra 8 em abril e apenas um e março.

Introduzido em julho no boletim epidemiológico, a média móvel de mortes do boletim desta terça-feira indicou um total de 12,7 registros de óbitos nos últimos 7 dias. Este indicador é utilizado em comparação com o número de 15 dias atrás e, a partir disso, indica se há melhor ou piora nos números da Covid-19. Não é o caso, porém, já que esta média móvel só tem crescido.

A taxa de letalidade, atualmente em 1,6%, é a maior calculada desde o início da pandemia: até o dia 30 de junho, este indicador era de 1% – índice considerado tolerável pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em relação à Covid-19.

Boletim EpidemiológicoCoronavíruscot1Covid-19Mato Grosso do SulOMSPandemiaSaúde PúblicaSecretaria Estadual de Saúde