Sexóloga diz que diálogo é melhor presente para casal neste Dia dos Namorados

Essa orientação ganha maior importância quando a mulher está se descobrindo na maternidade

Comemorado nesta quarta-feira (12), o Dia dos Namorados antecede a data de celebração ao santo casamenteiro e padroeiro de Campo Grande, o Santo Antônio, tornando o feriado municipal bem proveitoso para os casais se divertirem em um bom restaurante e depois frequentar um motel temático ou algo para apimentar a relação. Não é mesmo? Só que não! Segundo a psicóloga especializada em sexualidade humana e psicologia sexual, Ana Salem Amorim, a data é ótima para… conversar!

“Existe um país inteiro para se explorar, mas segundo minhas experiências em consultório, vejo que existe uma cultura de que a mulher maternal não é mais mulher. Grande parte das mulheres, não todas, não consegue separar o maternar e acabam se anulando”, pontua a psicóloga.

Junto com a modernidade de nossas rotinas, exigência de maiores habilidades, as mulheres são pressionadas a serem eficientes em tudo que se propõem a fazer de forma inconsciente por todos a sua volta e, principalmente, por ela mesma.

“É o primeiro Dia dos Namorados com filho. Quando a mãe consegue ‘despachar’ a criança para a casa de alguém, ela quer descansar! Por isso eu acredito que o momento transcende a obrigação de estar juntos, da transa, mas o melhor presente para alguém, para um ser humano, talvez seja estabelecer diálogo, algo que melhore a qualidade sexual a dois”, defende a sexóloga.

Ana diz ainda que de nada adianta investir em uma noite de sexo diferente se essa atividade sexual durar e acontecer apenas nesta data. E depois? “Não existe regras de como vai ser esse combinado, mas o importante é o casal se dar de presente a oportunidade de melhorar a vida amorosa e sexual”.