Porta-voz: governo fará reunião amanhã sobre orçamento do ministério da Justiça

Após o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmar que o orçamento previsto para a sua pasta em 2020 pode criar “alarmante cenário”, o governo fará reunião para “promover reforço das verbas”, disse nesta terça-feira, 27, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros.

Segundo o porta-voz, devem participar da conversa, que será realizada nesta quarta-feira, 28, representantes da equipe econômica, da pasta de Moro e da Casa Civil da Presidência. Rêgo Barros disse que somente após a reunião será anunciado o reforço sobre este orçamento.

O ministro Moro afirmou em ofícios que o orçamento proposto pela equipe econômica, de R$ 2,61 bilhões, representa um corte de 32% sobre o valor autorizado para 2019 e pode “inviabilizar” desde ações de combate à corrupção até a emissão de passaportes.

Moro argumenta que, para evitar “prejuízos à missão institucional” de seu ministério, é preciso acrescentar ao menos R$ 3,71 bilhões sobre o valor previsto pela Economia.

As queixas de Moro foram registradas em três ofícios enviados em 21 de agosto ao ministério comandado por Paulo Guedes e fazem parte de negociações no governo para a elaboração do Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2020. O texto será enviado ao Congresso até o dia 31 de agosto.

Ministério da Justiça