Adolescente mata o pai com tiro de espingarda após ser abusada sexualmente

A estuprou diante de ameaça 

Uma menina de 14 anos matou o pai com um tiro de espingarda, em Tarauacá, uma cidade do interior do Acre. O caso ocorreu na madrugada de quarta-feira (8/2), após o pai estuprar a menina. A garota contou à polícia que os abusos ocorriam há dois anos e que recebia diversas ameaças do pai. Desde ontem, a jovem está sob a guarda das autoridades e espera a decisão da justiça sobre o caso. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Acre, existe a possibilidade de que o juiz entenda que o crime foi cometido em legítima defesa.

Segundo o relato da menina, os pais haviam bebido na noite de quarta-feira. A certa altura da noite, a mãe foi dormir e o pai, de 34 anos, a estuprou diante da ameaça que sempre se repetia: se ela resistisse ou contasse para alguém, mataria ela e a mãe.

No dia do último abuso, a mãe acordou para ir ao banheiro e viu o pai violentando a filha e, então, o casal entrou em luta corporal. A adolescente pegou a espingarda e deu um tiro nas costas do agressor, que chegou a ser socorrido por vizinhos, mas não resistiu ao ferimento.

 De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Acre, a jovem foi encaminhada ao hospital e submetida a um exame de conjunção carnal, que comprovou o estupro. A mãe, de 45 anos, prestou depoimento e, se for constatado que ela foi conivente com os abusos, será responsabilizada.

 

abusada