Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Articulistas






Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Com R$ 117 milhões em licitação, confira os bairros que recebem asfalto a partir de junho

02 VÍDEO: Gangues de escolas estaduais brigam por ciúmes e divulgam cenas da pancadaria

03 Gaeco investiga 'atual quadro político' de Campo Grande, admitem vereadores

04 Puccinelli usa o Facebook para responder provocação sobre 'trairagem' na campanha política

05 Otávio Trad não foi à coletiva do PT do B por ter ido oficializar o noivado na Argentina

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial
Geral

24/04/2013 10:10

Professores da Capital fazem protesto para pedir aumento e escolas em tempo integral

Aumentar texto Diminuir texto

Graziela Rezende


Cleber Gellio

O trecho que compreende a avenida Afonso Pena, entre as ruas 13 de maio e 14 de julho, ficou tomado por professores das redes municipal e estadual de Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (24). Eles saíram às ruas, para reivindicar o cumprimento da Lei 1.1738/08, além da aprovação das emendas no PNE (Plano Nacional da Educação) e a criação de mais escolas em tempo integral.

Segundo Geraldo Alves Gonçalves, presidente da ACP (Sindicato dos Professores de Campo Grande), o manifesto acontece até às 10h30, quando cerca de 600 professores terão um intervalo e, às 13h, seguirão para a AL/MS (Assembléia Legislativa), no Parque dos Poderes.

“Este ano realizamos a 14° semana nacional de promoção e defesa da escola pública. Hoje, 60% das duas redes estão paradas para cobrar dos governos mais investimentos na educação. Ontem, o prefeito Alcides Bernal (PP) nos recebeu e no sábado pela manhã vamos conversar mais uma vez sobre o aumento de 31,61%”, afirma ao Midiamax o presidente da ACP.

Com o reajuste, o piso salarial da categoria, que atualmente é de R$ 1.191, saltará para R$ 1.567. Serão também 20 horas semanais, sendo 14 horas dedicadas às salas de aula e o restante para planejamento.

Comentários (24)

24/04/2013 23:01
isabel
fico pensando...o que seriam dos ignorantes se não precisassem dos profesores para direcioná-los,aqueles que acham a remuneração do professor ideal é só partir para a educação e pagar o preço,melhor do que ficar morrendo de inveja da alta remuneração,quanto as horas de planejamentos sem dúvidas é um direito dos mesmos,vai ai minha indignação para quem tem a mente subdesenvolvida...acorda Brasil!!

24/04/2013 22:14
Vieira
Zuleide, é simples: dê um pouco da sua fina inteligência e educação aos seus netos! Jonas Filho, cara, você não entende nada de educação! Não é folga, essas aulas serão repostas no sábado!

24/04/2013 21:53
Mirna
Infelizmente a sociedade não valoriza o profissional que forma os cidadãos. O horário de planejamento não é para "fofocar", mas sim para corrigir provas, cadernos, preparar as aulas. As pessoas que postaram esses comentários não tem noção da quantidade de trabalho que o professor tem. Não estamos choramingando, queremos o que nos pertence. Sim, é lei e temos que lutar por nosso direito.

24/04/2013 20:44
professora ANA
MEU DEUS... ENTAO AINDA TEM PESSOAS ACHANNDO QUE NAO TRABALHAMOS... OLHA, ESTAMOS EDUCANDO PESSOAS E NAO VENDENDO MERCADORIAS EM LOJAS ETC. SOMOS PAIS, MAE, PSICOLOGAS, ASSISTENTES SOCIAIS, ENFERMEIRAS E SEI LA MAIS O QUE, VIVEMOS 24 HORAS PENSANDO NAS CRIANÇAS QUE FICAM SOB NOSSA RESPONSABILIDADE. DORMIMOS PENSANDO NO DIA SEGUINTE... NOS PREPARANDO PARA EDUCAR SEUS FILHOS.ENTREM NA SALA E VEJAM

24/04/2013 20:26
EDIANE
GOSTARIA DE AGRADECER A TODOS, QUE APOIARAM A PARALIZAÇÃO DOS PROFISSONAIS DA EDUCAÇÃO, POIS SEM PROFESSORES COMO SERÁ QUE ESTARIA ESTA NAÇÃO ONDE PAIS E RESPONSAVEIS NÃO TEM TEMPO NEM PACIENCIA PARA CUIDAR E EDUCAR SEUS FILHOS E NETOS NECESSITANDO TANTO QUE PROFISSIONAIS QUE ESTUDARAM TANTO O FAÇAM POR ELES, POR FAVOR RESPEITEM A MINHA PROFISSÃO NÃO SOU BABA SOU PROFESSORA.

24/04/2013 20:01
Jose
Jonas Filho , quanto ganha cargo comissionado de um politico??cabeça pequenas como essas se contentam com pouca coisa! acorda!!!!

 Anterior Próximo 
20h22
Idoso é encontrado morto dentro de casa em Campo Grande
20h07
TJ mantém realização de eventos da Expogrande 2014
19h52
Sesau publica nomeação para assessor-técnico e assessor
Entrevista
Tráfico humano: MS tem 'tabela de preços' para mulheres de acordo com a cor, diz especialista