Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Lei aprovada por deputados de MS exige, a partir de hoje, cartaz sobre 'riscos da carambola'

02 Mãe de motociclista morto pede para falar com atropelador e se exalta

03 Aprovado em concurso na Capital é impedido de tomar posse por ter antecedentes criminais

04 Motorista garante que não viu quando passou por cima de motociclista no Jardim Canguru

05 Raizeiro é preso por realizar consultas e vender 'poções' no pátio de igreja em MS

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

31/07/2007 11:40

Polícia suspeita que invasão da Revista UFO foi planejada

Aumentar texto Diminuir texto

Da redação/KK

A invasão e furto de equipamentos de informática e documentos na sede da Revista UFO, na madrugada desta segunda-feira (30), não parece ter sido um incidente comum, como tantos roubos a residência que ocorrem diariamente na Capital, segundo informações das equipes da polícia civil e militar que estiveram no local apurando os fatos, e que agora conduzem investigações para apanhar os responsáveis. Tudo leva a crer que a ação foi perpetrada com a finalidade específica de prejudicar o funcionamento da revista, que está ativa há 24 anos, e impedir sua circulação.

São dois os principais fatores que levam aos policiais a concluírem que o roubo foi estudado e executado por pessoas ou grupos que tinham interesse em lesar a Revista UFO. Primeiro, a seletividade no furto, que atingiu apenas os melhores computadores da empresa, justamente aqueles usados diretamente na produção, administração, gerência e arquivamento de dados vitais da empresa. Os autores do crime simplesmente ignoraram vários outros equipamentos instalados na residência, que estavam ao lado dos que foram roubados, mas que tinham finalidades diversas e não continham informações valiosas.

Em segundo lugar está o desaparecimento de pastas e arquivos com documentos importantes cobrindo as quase duas décadas e meia de atividades da Revista UFO. Foram levadas Informações valiosas que estavam em pastas suspensas em arquivos de aço, ao lado de uma grande quantidade de outros tipos de materiais, que permaneceram intocados. "É evidente que a ação foi premeditada e realizada por elementos que tinham conhecimento das atividades da Revista UFO, experiência com informática e sabiam onde estavam os arquivos principais da empresa", declarou um dos policiais à frente das investigações.

Na ação foram levados 4 dos 8 computadores da Revista UFO, junto de periféricos de armazenamento de dados que só interessam a pessoas ou grupos que poderiam desejar a paralisação da Revista UFO ou o uso de suas informações. O prejuízo patrimonial chega a R$ 20 mil, mas a perda de informações e dados tem extensão incalculável, visto que os arquivos essenciais à produção e funcionamento da publicação dificilmente serão recuperados. A Revista UFO é a única do país especializada em Ufologia e a mais antiga em circulação em todo o mundo. Em agosto, uma versão em inglês da revista seria lançada nos Estados Unidos, dentro de um projeto que vem sendo desenvolvido há vários anos e que agora se vê adiado por mais 2 ou 3 meses.

Ação suspeita investigada pela polícia

A sede da empresa está localizada há cerca de 5 meses na Rua Antonio Dias Adorno, no Bairro Vilas Boas, em Campo Grande, num imóvel considerado seguro. Os autores do crime conseguiram atingir uma área reservada na residência que não é visível externamente, arrombaram uma esquadria de ferro da porta lateral e tiveram acesso ao interior do estabelecimento. Entre os equipamentos foram levados vários computadores da marca Dell, modelos Optiplex e Dimension, além de impressoras e periféricos, documentos e talonários de cheques. A suspeitíssima seletividade do roubo e a destreza dos autores causou espanto até mesmo em experientes investigadores.

Os ladrões, além de saberem exatamente o que levar, também demonstraram extremo cuidado no ato, roubando os equipamentos com cabos, periféricos e utensílios, demonstrando elevada habilidade com informática e interesse em se apropriar apenas dos computadores principais da empresa. Um dos PCs que foi roubado tinha sido adquirido na semana passada e foi levado junto de manuais de funcionamento, garantia e discos de instalação.

A forma do arrombamento também aponta para uma ação estudada, pois não houve sinal de uso de força no interior da propriedade, aparentemente porque os autores conheciam os locais onde as chaves das portas internas eram mantidas. "Estamos estudando várias possibilidades, mas pelos documentos levados, que continham informações sobre certos grupos e pessoas, já sabemos que se tratou de um ato criminoso planejado e com uma finalidade específica. O objetivo dessa gente era inviabilizar nossas atividades prejudicando a UFO", declarou o editor, A. J. Gevaerd. Os nomes dos suspeitos ainda não serão revelados para preservar as investigações.

Retomada das atividades em plena forma

A Revista UFO não será paralisada. Suas atividades serão retomadas nos próximos dias com a produção e lançamento da edição 136. Na semana que vem a empresa lança no mercado brasileiro seu 19º livro, UFOs: Arquivo Confidencial - Um Mergulho na Ufologia Militar Brasileira, de Marco Antonio Petit. A obra, muito aguardada, traz revelações espantosas e inéditas sobre o envolvimento das Forças Armadas em casos ufológicos ocorridos no Brasil, entre eles a Operação Prato, conduzida secretamente pela Aeronáutica na Amazônia, em 1977, e a captura de ETs pelo Exército em Varginha (MG), em 1996. Ambos os incidentes foram denunciados pela Revista UFO através de suas edições e da mídia.

Também nesta sexta-feira a Revista UFO lança seu 25º documentário em DVD, As Luzes de Phoenix, que retrata uma das maiores ondas ufológicas de que se tem notícia, ocorrida em março de 1997, naquela cidade do estado do Arizona, Estados Unidos. O caso é a maior manifestação de discos voadores de que se tem notícia em toda a história, maior ainda que o acontecimento sobre o Estádio Morenão, em Campo Grande, em 06 de março de 1982, testemunhada por mais de 100 mil pessoas. "Quem tinha intenção de nos calar com esse furto apenas conseguiu o contrário: provocar-nos para que fizéssemos ainda mais para divulgar a presença alienígena na Terra", disse Gevaerd.

A Revista UFO agradece as manifestações de apoio de seus leitores e amigos, além das ofertas de ajuda e doação de novos equipamentos para que retorne à normalidade. Os interessados em contribuir para o reerguimento da publicação podem escrever diretamente ao editor: aj@gevaerd.com.



18h27
Motociclista fica ferido após bater na traseira de caminhonete no macroanel
18h11
Moto abandonada com placa lacrada é encontrada dentro do Córrego Segredo
17h55
PMA autua homem por incêndio em terreno baldio em MS
Entrevista
“Queremos fomentar o comércio e ajudar as associações a conquistar espaço”, diz presidente da Faems
Charge do dia
Charge