Você está aqui

"Luz no fim do túnel": Fenabrave/MS diz que ainda é cedo para comemorar alta nas vendas

Setor aumentou em 4,8% vendas em maio

Setor ainda não comemora melhora (Catarine Sturza)

 

O aumento de 4,8% nas vendas de automóveis e comerciais leves em Mato Grosso do Sul ainda não animou muito os lojistas. "Estamos otimistas, mas ainda é muito cedo para comemorar. É uma pequena luz no fim do túnel”, informou na tarde desta quinta-feira (02) o presidente da Fenabrave/MS (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), Cristiano Gionco.

Para ele, a melhora nas vendas se deve alguns fatores. “Maio teve um dia a mais, o que ajuda. E calejado com as dificuldades nós estamos trabalhando mais, melhorando o atendimento ao cliente. Hoje a gente tem trabalhado muito mais que antes para trazer o cliente a loja”, disse Cristiano.

Os dados da Fenabrave apontam que apesar da alta nas vendas em maio, no acumulado do ano ainda há baixa. Foram vendidos 11.586 unidades no Estado, uma retração de 26,4% em relação ao ano passado, quando foram comercializados 15.748 veiculos de janeiro a maio. “Por isso, eu considero a melhora do mês um estancamento na queda”, destacou o presidente.

Cristiano Gionco, que também é diretor da concessionária Autobel na Capital, disse que o momento econômico é instável. “Há algumas dificuldades, como no preço, no crédito e no astral do mercado. O cliente chega aqui pra trocar de carro nos mostramos que vale a pena investir. Ele faz um test drive, nós mostramos que o carro é completo, conecta com o celular dele. Às vezes ele até leve por preço na parcela maior do que ele pagava antes", explica.

Vendas

Os resultados de maio ainda não foram suficientes para impactar o acumulado do ano, que continua com retração em relação ao ano passado. Foram negociados em Mato Grosso do Sul 19.940 veículos, entre automóveis, comerciais leves, ônibus, caminhões e implemento rodoviário. O número está 23% atrás do negociado em mesmo período de 2015, quando eram comercializados 25.789 unidades.

No país foram vendidos 264.656 veículos, uma 'leve' retração de 0,7% comparado a abril. No acumulado de janeiro a maio as vendas recuaram 22%, alcançando 1,3 milhão de unidades. No ano passado eram comercializados, em mesmo período, 1,7 milhão de unidades.

 

Tópicos