Você está aqui

Minimalismos retrô e moderno são assinatura de publicitário que tornou-se marceneiro

Projeto que começou como hobby de publicitário virou ofício

  • Móveis possuem linhas modernas e ao mesmo tempo influências "retrô" / Foto: Daiane Libero
  • Flávio trabalha sob o olhar da cadelinha Kimi, uma akita que o acompanha na marcenaria / Foto: Daiane Libero
  • Móveis possuem linhas modernas e ao mesmo tempo influências "retrô" / Foto: Daiane Libero
  • Fotos: Daiane Libero
  • Penteadeira azul-turquesa é tendência / Foto: Daiane Libero

Quando se pensa em um móvel diferente, colorido, com um estilo mais contemporâneo e moderno, logo se imagina o quão caro pode ser. E os móveis de designers famosos realmente possuem um preço muito elevado. Porém, em Campo Grande, um publicitário de 32 anos que começou por hobby mostra que ter um mobiliário estiloso, bonito e com um toque muito retrô pode estar mais perto do que a gente imagina.

O marceneiro Flávio Yamazaki abriu a marcenaria – que mais parece um ateliê tamanha organização do espaço – especialmente para a reportagem do MidiaMAIS. Acompanhado da cadela akita Kimi, ele trabalha em buffets, bancos, penteadeiras, estantes e vários outros móveis, tudo com a própria assinatura, que, segundo o marceneiro, é o que ele mais gosta de fazer. Tudo começou há seis anos, quando ele se interessou pelo assunto sem intenção comercial.

“Eu sou formado em Publicidade e atuei pouco na área. Sempre gostava e assistia a programas de reforma de casas, sempre tive interesse no assunto”, relembra.

Ele relata que estava visitando uma feira de construção, decoração e reforma quando viu um estande da Escola Pau Brasil e decidiu conferir se haviam cursos de marcenaria disponíveis. Para quem não sabe, a Escola Pau Brasil é parte da ONG Girassolidário, e contribui na formação em marcenaria de centenas de jovens por ano. Sob a batuta do designer suíço Stephan Hoffman, é conhecida até mesmo fora do País por seu trabalho no design de móveis. A Escola costuma abrir alguns cursos anualmente para o público.  

Depois de perceber que era aquilo que ele desejava fazer para viver, largou um emprego em um concurso público temporário para se aventurar no mundo da marcenaria. “Após um ano abriu um curso e eu pude aprender. No começo fazia algumas coisas para família, amigos, como um hobby mesmo. Depois do curso trabalhei por um ano na Escola Pau Brasil”. Ampliando seu aprendizado, há cerca de 3 anos ele decidiu abrir a própria marca.. 

Estética minimalista

No começo, Flávio fazia móveis planejados sob encomenda, mas percebeu que queria seguir um estilo próprio e criar peças mais exclusivas e com uma assinatura mais sua. Hoje, ele possui um espaço onde exibe as peças e vende a pronta entrega, mas é possível que, se você for lá em duas ocasiões diferentes, outros móveis estejam em exposição. 

Os que mais chamam atenção são os buffets. Com pés de madeira bem com um estilo retrô, com linhas que lembram a estética dos anos 50 e 60 na decoração, muitos móveis ganham também formas mais contemporâneas e retas. “Tudo fui desenvolvendo observando, buscando referências, e as pessoas parecem gostar”, acredita o marceneiro. 

Na criação desses móveis, ele utiliza madeira pinus, MDF, compensado e madeira de peroba. Ele costuma fazer móveis sob encomenda, mas só se seguirem o estilo de suas criações. Tudo isso para manter sua assinatura sempre em voga.

Tópicos