Você está aqui

Viajar vira prioridade para vários perfis, e até lugares exóticos entram no roteiro

Viajantes falam sobre o tema

  • Bruno diz ter adquirido experiência incrível em suas viagens / Foto: Arquivo pessoal
  • Amanda prioriza viajar com o namorado todo ano / Foto: Arquivo pessoal
  • Foto: Arquivo pessoal
  • Foto: Arquivo pessoal

A viagem para literalmente qualquer lugar do mundo entrou definitivamente na lista de prioridades dos brasileiros, conforme concluiu a edição 2016 do TripBarometer, a maior pesquisa de turismo do mundo, divulgada pelo portal de viagens TripAdvisor. Somente por aqui, 1 em cada 8 brasileiros entrevistados (em um total de 44 mil pessoas) tem planos de viajar internacionalmente em 2017, e 96% querem viajar dentro do País. 

Se antes nós queríamos conquistar apenas o sonho da casa ou do carro próprios, agora viajar é um desses planos que precisa estar na lista de prioridades. E os perfis variam, do mochileiro já conhecido que vai atrás de conhecer diversos estilos de estadias e experiências, até quem viaja em família - e aproveita tanto quanto. Pensando nisso, o MidiaMAIS conversou com vários viajantes que em 2016 priorizaram a viagem e não se arrependeram. 

Bruno Damus, 33 anos, produtor cultural de Campo Grande, conta que sempre gostou muito de viajar e tem por formação a graduação em Turismo. Sua última viagem foi completamente surpreendente e aventureira, conforme ele conta em detalhes. "Comecei viajando pela América do Sul, Bolívia, Argentina, Uruguai e só faltava o Chile para completar. No ano passado fiz uma viagem pelo Panamá e Costa Rica, Venezuela, Colômbia, me encantei muito. Esse ano ia para o Chile mas vi que a passagem estava muita cara, e vi uma promoção para o Panamá. Mudei totalmente meu roteiro", relata. 

Destinos incríveis

Ele decidiu não se prender a roteiros, decidindo a viagem apenas 20 dias antes de ir. "Como eu só posso viajar do Natal até o final de janeiro, nessa época no mundo inteiro é alta temporada, então uma dica é ficar esperto com as promoções", indica. Ele conta que a aventura é um dos atrativos na hora de buscar uma viagem como essa. "No final das contas se analisar tudo que eu fiz, fui em lugares incríveis, escalei um vulcão, conheci cidades maias. Fiquei no México 9 dias, todos os dias provei uma comida diferente, e voltei com uma bagagem cultural enorme", comemora o produtor. Bruno ainda passou por város países intrigantes como Nicaragua, Guatemala e El Salvador. Na bagagem, muita vontade de conhecer mais e mais lugares e fotos incríveis, que recheiam seu instagram e dão uma vontade imediata de colocar a mochila nas costas e viajar. 

A estagiária Amanda Barbosa Delmondes, de 20 anos, também sente-se impelida a conhecer lugares diferentes pela bagagem cultural, mas ela viaja com o namorado. Recentemente, conta que passaram pela Ásia, indo para as Filipinas passando por Dubai. "Sempre que temos férias queremos viajar. É um investimento. Nos planejamos para fazer um país diferente todo ano. Segunda vez que vamos para as Filipinas, na primeira vez fomos para a Tailândia há uns dois anos, a gente se apaixonou pela Ásia, é muito lindo e simples ao mesmo tempo", descreve Amanda. 

Ela diz que conhecer cada dia um lugar diferente é o que lhe encanta nessas viagens para lugares tão exóticos e distantes. "Não quero ficar na rotina, quero ver tudo que há, templos, lugares culturalmente ricos. Na nossa próxima viagem, estamos querendo conhecer a Índia", afirma. Eles ficaram 40 dias conhecendo essa área do mundo. 

Experiência em família

Viajar para um lugar longe, internacional, com apenas um companheiro ou sozinho parece mais tranquilo e proveitoso, certo? Porém, viajar com a família também é algo bacana, e pode aproximar ainda mais aqueles que gostamos. A jornalista Raquel Bacarin, 42 anos, recentemente levou o marido e as filhas adolescentes para Nova York, em uma viagem de família, porém onde cada viajante também conseguiu vivenciar o que gostavam. 

"A gente sempre viaja em família, todas internacionais fomos a família toda. Eu monto o roteiro e pergunto a eles o que é prioridade. Por exemplo, nessa última que fizemos, a prioridade delas além dos pontos turísticos, que são unanimidade, as minhas filhas queriam ir na Barnes & Nobles, uma livraria bem tradicional. A gente vai colocando coisas que os quatro gostam", acrescenta. Para ela, é um gosto que todos tem e que vai sendo cultivado pelas filhas para o resto da vida.

Tópicos