Você está aqui

Após inquérito sobre nepotismo, sobrinho de diretor do Detran é exonerado

Outras duas servidoras devem ser exoneradas

Atendendo a uma recomendação do MPE-MS (Ministério Público Estadual), o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) decretou a exoneração do servidor Lucas Bernardo Barbosa Marques, sobrinho do diretor-presidente do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), Gerson Claro Dino, conforme publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (29).

O Ministério Público confirmou, por meio de um inquérito civil, que o sobrinho de Gerson Claro Dino ocupava o cargo de assessor de setor no Detran-MS, o que configuraria nepotismo. Após a conclusão do inquérito, o promotor Marcos Alex de Oliveira recomendou a exoneração, no início deste mês.

Outras duas servidoras estaduais seriam parentes de ocupantes de cargos de chefia do órgão e deveriam ser exoneradas, segundo a recomendação. Anette de Castro Muniz, que trabalha na Agência Regional de Trânsito Gerência Regional, é cônjuge de Marcelo de Almeida Soares, ocuptante da função de confiança de Chefia na Divisão de Serviços Administrativos.

Já Fernanda Stella Okumoto, que exerce a função de confiança de assessoria de setor, é casada com Luiz Fernando Ferreira dos Santos, chefe do Setor de Registro de Condutores do Detran-MS. A exoneração das duas, que deve ocorrer num prazo de 30 dias, ainda não foi publicada.

A exoneração de Lucas Bernardo Barbosa passa a valer a partir do dia 2 de janeiro do próximo ano. O decreto foi assinado pelo governador do Estado na quarta-feira passada (21), mas só foi publicado nesta quinta-feira.

(sob supervisão de Jessica Benitez)

Tópicos