Você está aqui

Rodovia de R$ 215 milhões, entregue em 2013, terá restauração de R$ 3 mi

Obra de restauração será feita na MS-436

Inaugurada no penúltimo ano de gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB), a obra de pavimentação asfáltica da rodovia MS-436, que custou cerca de R$ 215 milhões, passara por uma restauração que custará mais de R$ 3,4 milhões.

O governo estadual divulgou, no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (7), a contratação da Transenge Engenharia e Construções para serviço, por exatos R$ 3.462.435,60 (três milhões e quatrocentos e sessenta e dois mil e quatrocentos e trinta e cinco reais e sessenta centavos).

A empreiteira será responsável pela ‘Restauração asfáltica da Rodovia MS-436, Trecho: Camapuã – Figueirão, no Município de Camapuã/MS, numa extensão de 8,000 km’, e terá seis meses para concluir os trabalhos.

Rodovia

A rodovia MS-436 é uma das obras que estão no relatório da Operação Lama Asfáltica, junto com outras da gestão Puccinelli, como a MS-180, MS-040, MS-295 e o Aquário do Pantanal, em que os investigadores teriam encontrado indícios de desvio de dinheiro público, superfaturamento, fraude na licitação e na medição da obra.

O governo divulgou à época que os R$ 215 milhões foram proveniente de um financiamento feito junto ao Bird (Banco Interamericano para a Reconstrução e Desenvolvimento). A pavimentação foi feita em três lotes, os dois primeiros custaram R$ 148 milhões (com verba do Bird) e o 3º outros R$ 66,2 milhões, de contrapartida estadual. 

Tópicos