Você está aqui

Comissão é formada para discutir reestruturação da pediatria na rede pública

Proposta é remanejar profissionais

Pediatras e clínicos gerais que atendem na pediatria da rede municipal de saúde de Campo Grande se reuniram com o secretário de saúde, Marcelo Vilela, na noite desta quinta-feira (18), no auditório do UPA Coronel Antonino, para tratarem da reestruturação do atendimento nas unidades de saúde. Com participação do Sinmed-MS (Sindicato dos Médicos de MS), foi decidido criar uma comissão para discutir como o reordenamento do serviço. 

A proposta de centralizar a pediatria em 4 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) é antiga e seria uma saída para melhorar o atendimento e gerar economia . Entretanto os profissionais afetados pela reestruturação não veem a medida com bons olhos, pois poderia cessar com o atendimento pediátrico nos CRSs e eles acreditam que os centros regionais sejam fechados. 

Para Vilela, deve haver debate entre a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e os profissionais pois, segundo ele, as informações sobre fechamento de unidades estão desencontradas  “É preciso frisar que nós nunca colocamos em discussão o fechamento dos CRSs (Centros Regionais de Saúde), mas sim o remanejamento dos profissionais para unidades referenciais, onde nós teríamos condições de ter escalas cheias com atendimento 24 horas”, ponderou.

Além de médicos pediatras e representantes da Sesau, a reunião contou com a presença de usuários do SUS que explanaram a dificuldade que seria caso este atendimento se extinguisse nos CRSs. 

Ficou acertada a criação de uma comissão com a ajuda do presidente do Sinmed-MS, Flávio Freitas, que irá se articular junto aos profissionais para efetivar essa comissão e chegar a um consenso. Sesau e médicos devem ter uma nova reunião na próxima semana.

Tópicos