Você está aqui

Pedro Chaves diz em Comissão que ponte em Porto Murtinho viabiliza Rota Bioceânica

Investimento previsto é de R$ 270 milhões

Relatado por Pedro Chaves (PRB-MS), o PDS 17/2018 obteve aprovação da CRE (Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional) do Senado. A matéria trata do acordo firmado entre Brasil e do Paraguai para viabilização de uma ponte que ligue os municípios de Porto Murtinho e Carmelo Peralta, considerada como intervenção decisiva para a rota bioceânica. O investimento previsto na obra sobre o Rio Paraguai é de R$ 270 milhões, com entrega prevista para 2021.

O projeto será custeado em partes iguais pelos governos do Brasil e do Paraguai, conforme a deliberação feita na CRE do Senado Federal. Depois da aprovação na tarde desta quinta-feira (22), a matéria segue agora para apreciação do plenário da Casa de Leis.

Para a região Centro-Oeste a ligação com o Oceano Pacífico permitirá a exportação dos commodities agrícolas e produtos industrializados pelo Oceano Pacífico, via porto do Chile nas cidades de Iquique e Antofagasta. Quanto a Mato Grosso do Sul, fora esse impacto econômico, existe ainda perspectiva de avanços ao turismo local.

 

"Abreviaremos com essa ponte o caminho para a exportação dos nossos produtos, o que influencia no custo do que se vende ao comércio internacional, e tornará o Mato Grosso do Sul mais competitivo. Além da obra, o Paraguai também se comprometeu a recuperar a malha viária no trecho que integra esse trânsito da rota bioceânica, com pavimentação de 700 quilômetros de rodovias. É a América do Sul se organizando para fortalecer o nosso bloco econômico, cenário que em um futuro breve será convertido em mais oportunidades de emprego e renda ao cidadão", pontua o relator do decreto avaliado na  Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional.

 

 

Tópicos