Você está aqui

Marquinhos diz que não pensa em eleição de 2018, mas no 13º de 2017

Prefeito evitou comentar sobre alianças políticas

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), voltou a afirmar, durante agenda pública na manhã desta quarta-feira (13), que não está discutindo política com vistas à eleição de 2018.

Trad disse que está mais preocupado em conseguir dinheiro para pagar o 13º salário do servidor municipal, e que o município ainda não tem todo dinheiro em caixa, mas espera conseguir até o mês de dezembro.

“A gente não sabe o dia de amanhã”, disse Marquinhos, que evitou novamente falar em alianças para as próximas eleições.

O PSD, que tem no prefeito da Capital seu maior representante em Mato Grosso do Sul, é disputado nos bastidores da política por partidos que pretendem disputar o governo estadual em 2018.

Além do PSDB, de Reinaldo Azambuja (PSDB), com quem o próprio Trad afirmou que mantém uma ‘aliança administrativa’, o deputado federal Zeca do PT já revelou que pretende buscar o apoio do PSD, e, mais recentemente, rumores apontaram que o DEM pode lançar candidato ao governo em 2018 e tentar apoio do partido de Marquinhos. 

Tópicos