Você está aqui

Durante discurso, Marun diz existir ‘operação Tabajara’ contra Temer

Deputado esteve em Campo Grande

Antes das assinaturas das ordens de serviço nesta segunda-feira (19) com recursos de emendas parlamentares e Fundersul, o deputado federal Carlos Marun (PMDB) acusou os irmãos Wesley e Joesley Batista, da JBS, de fazerem uma ‘operação Tabajara’ contra o presidente Michel Temer.

No discurso, feito em nome dos deputados federais do Estado, Marun manteve o tom governista e disse não se arrepender de nenhum posicionamento enquanto parlamentar, em resposta às vaias recebidas durante o evento anterior, de comemoração de 20 anos do Proerd.

Vamos criar a CPI e obviamente que esse Joesley vai ser imediatamente convocado a falar. E espero que a gente o pegue no Brasil, para que ninguém precise gastar com passagem para ele prestar depoimento”.

“Essa é uma questão prejudicial para a quadrilha dos irmãos donos da JBS. Uma operação de caçar políticos feita por este Joesley, um delinquente, criminoso notório. Estamos resistindo formes e venceremos esse conluio, essa operação Tabajara. É uma atitude típica daqueles que não amam ou odeiam a democracia”, ressaltou.

Marun e outros deputados estiveram nesta segunda-feira (19) em Campo Grande para assinar ordens de serviço para pavimentação e saneamento com emendas parlamentares de 2015. Ao todo, são R$ 29 milhões somando com a contrapartida estadual do Fundersul. 

Tópicos