Você está aqui

Na Capital, ministro dispara contra maconha e Reinaldo cobra União

Governador quer mais forças federais na fronteira

  • Osmar Terra disse que país não tem política efetiva de combate às drogas
  • Reinaldo cobrou maior presença de forças federais na fronteira com Paraguai e Bolívia

Em Campo Grande para evento de comemoração dos 20 anos do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), o ministro Osmar Terra (PMDB-RS), do Desenvolvimento Social, teceu duras críticas à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), enquanto o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reclamou justamente das mudanças de titulares no ministério.

As críticas de Terra resultam da decisão da Anvisa de liberar o uso medicinal da maconha, o que para o político gaúcho ‘é um absurdo’, uma vez que ele afirma que apenas uma substancia presente na planta ainda está em estudos em uma universidade paulista.

“Onde a maconha é liberada 90% das pessoas não tem doença nenhuma, pegam receita só para comprar. A decisão da Anvisa é irresponsável, equivocada e que não tem base cientifica nenhuma. É tentar legalizar dizendo que é remédio, e fazendo que milhões de jovens se tornem dependentes”, disparou o ministro.

Já o governador do Estado destacou que o trabalho de combate às drogas depende de uma consciência coletiva e também do aumento do efetivo de forças federais de segurança pública na região de fronteira.

“A alternância de ministro impede com que esses projetos possam avançar, só se combate as grandes facções com inteligência”, frisou Reinaldo, que defendeu uma integração do governo brasileiro com Paraguai e Bolívia.

Para Osmar Terra as drogas se tornaram um fator de empobrecimento da população, e que o combate depende de acoes nas áreas da social, saúde e segurança pública. O ministro declarou ainda que não houve políticas efetivas no setor nos últimos 20 anos, e para ele a dependência química não tem cura.

O evento que reúne diversas autoridades, entre eles o prefeito da Capital, Marquinhos Trad (PSD), acontece na manhã desta segunda-feira (19) no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, no Parque dos Poderes. A ocasião também marca a abertura da 19ª Semana Nacional Antidrogas e da 2ª Semana Estadual Antidrogas.

Tópicos