Você está aqui

Câmara adia pela segunda vez votação da PEC da reforma política

Não houve acordo entre os parlamentares

A Câmara dos Deputados adiou nesta terça-feira (22), pela segunda vez, a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê mudanças no sistema político e eleitoral do país, conhecida como a PEC da reforma política.

A votação foi adiada porque não houve acordo entre os parlamentares sobre como seria feita a análise do projeto.
 

Parte dos deputados queria analisar a PEC ponto a ponto, não o relatório completo. Mas, pelo regimento, o requerimento para fatiar a votação deve ser apresentado pelo relator ou ter o consentimento dele.

Segundo o G1 apurou, Vicente Cândido (PT-SP) concordou com a votação item por item, mas sofreu pressão de aliados e voltou atrás. Uma nova sessão para votar a reforma política foi marcada para esta quarta (23).

Tópicos