Você está aqui

'Índio é pobre coitado e vive em zoológicos milionários', diz Bolsonaro

Homenageado em MS, deputado critica demarcações

  • Bolsonaro durante solenidade em que foi homenageado pela PM de Mato Grosso do Sul (Diogo Gonçalves)

Indígenas brasileiros têm a posse das terras mais ricas do Brasil, estão alheios à sociedade atual e são manipulados por grupos estrangeiros, vivendo em zoológicos milionários. Estas são algumas das conclusões do deputado federal Jair Bolsonaro (sem partido-RJ) quando questionado sobre polêmicas envolvendo demarcações de terras para grupos de índios, um dos principais motivos de conflitos com fazendeiros em Mato Grosso do Sul.

Segundo o parlamentar, “índio não fala nossa língua, não tem dinheiro, é um pobre coitado, tem que ser integrado à sociedade, não criado em zoológicos milionários”. Ele cita como exemplo a Reserva Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, dizendo que a demarcação do território “está matando” economicamente o Estado.

“Lá tem nióbio, que é tão ou mais importante do que o petróleo, e demarcaram, estão matando o Estado de Roraima, estão acabando com Dourados, aqui em Mato Grosso do Sul”, disse o parlamentar, na sede do Comando- Geral da Polícia Militar, em Campo Grande (MS), onde foi homenageado com a Medalha Tiradentes.

Segundo Bolsonaro, “não estão defendendo o índio, estão defendendo terra rica e acabando com a diversidade para que o primeiro mundo, pressionando, torne dependente estas áreas e as explore”. Ainda conforme o parlamentar, “tem índio yanomami falando inglês melhor do que professor”.

Tópicos