Você está aqui

VÍDEO: filho de prefeito petista satiriza protestos e vira caso de polícia

Divulgação de mensagem resultou em B.O. de ameaça e injúria

  • Foto do autor do vídeo publicada em sua página no Facebook (Reprodução)

Repercussões dos protestos feitos domingo (15) estão virando até caso de polícia. A postagem de um vídeo na internet satirizando as manifestações obrigou Marcelo Heitor dos Santos, de 33 anos, filho do prefeito de Porto Murtinho, a registrar boletim de ocorrência temendo represálias.

O vídeo de Marcelo ficou popular na internet. Nele, o rapaz aparece dentro de um carro em movimento e, ao longo de 1m48s, ele diz frases como “é muito bom ganhar da direitinha”, referindo-se às manifestações como “caminhada” e “chororô eterno”.

Segundo diz Marcelo, os protestos têm direcionamento político. “De quem não votou na Dilma, está com dorzinha de cotovelo”, complementando: “mas Lulinha vem aí, em 2018, e ferro de novo, e mais quatro anos de chororô”.

O vídeo rapidamente espalhou-se pelas redes sociais, por conseqüência, com reações e comentários adversos. Dão conta de que o autor, filho de Heitor Miranda dos Santos (PT), prefeito de Porto Murtinho, município 437 quilômetros a oeste de Campo Grande, tem interesse em candidatar-se a vereador na Capital – Heitor, por sua vez, é irmão do deputado federal e ex-governador Zeca do PT.

Parte da repercussão levou Marcelo até uma delegacia de Campo Grande, onde ele registrou boletim de ocorrência de ameaça e injúria. Segundo o relato, após a postagem do vídeo, ele passou a receber mensagens do tipo “eu sei onde você mora”, pedindo que sejam tomadas medidas para evitar eventuais riscos futuros.

Durante a manhã, a reportagem tentou contato com Marcelo, por telefone. Ele, no entanto, não retornou as ligações.

Tópicos