Você está aqui

Ex-sogra pediu medida protetiva contra rapaz horas antes de ser morta a tiros

Ele ameaçou a família de morte

  • (Foto: JPNews)
  • (Foto: JPNews)
  • (Foto: JPNews)

Identificado como Wesley Sotto dos Santos, de 19 anos, o rapaz que assassinou uma mulher e deixou uma adolescente e um menino de 2 anos feridos na noite de quarta-feira (19). O caso aconteceu em Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros da Capital.

Na tarde de quarta-feira, Wesley já teria feito ameaças à família. A ex-sogra, Marlene Rodrigues Alves, de 51 anos, procurou a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e o denunciou. No relato, conforme informações do site JPNews, ela contou que chegou no apartamento onde morava e encontrou Wesley com uma faca em mãos.

Segundo a ex-sogra do rapaz, ele ameaçava a ex-namorada, de 17 anos, e o filho de 2 anos que eles tiveram. Marlene contou à polícia que pediu para o rapaz sair do local, quando ele disse que buscaria uma ‘máquina’ para matar a ex-namorada e todos que entrassem na frente. O rapaz foi embora e a adolescente contou para a mãe que Wesley foi até lá dizendo que queria se despedir do filho.

Ainda conforme a adolescente, ela e o namorado moravam juntos, mas quando se separaram ela foi morar com a mãe. Wesley teria exigido que a ex mostrasse as conversas dela no celular, mas a jovem se negou, quando ele pegou a faca e começou a fazer as ameaças. Na discussão, ele ainda quebrou o celular da vítima.

Marlene chegou a pedir medidas protetivas de urgência na delegacia, mas horas depois o ex-genro voltou ao local.

Homicídio

No início da noite de quarta-feira (19), Wesley voltou até o apartamento, mas o filho mais velho de Marlene estava no local. Ele e o jovem tiveram uma discussão e Wesley foi embora, mas retornou por volta das 21 horas, quando o filho de Marlene já tinha ido embora.

Wesley tinha uma arma de fogo em mãos e foi até a janela do quarto, onde estavam as três vítimas. O rapaz atirou várias vezes, atingindo Marlene, que estava em pé. Os disparos também feriram a adolescente e o menino de 2 anos. Wesley fugiu do local em uma motocicleta e até o momento não foi localizado pela polícia.

A adolescente conseguiu gritar por socorro e testemunhas acionaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que socorreu as vítimas. Marlene não resistiu e morreu no local, já a adolescente teve um ferimento na boca e a criança sofreu uma lesão no braço. Polícia Civil e Perícia estiveram na casa e o corpo da vítima foi encaminhado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal).

O caso é tratado como feminicídio e dupla tentativa de homicídio qualificado e segue em investigação. A polícia faz buscas pelo autor do crime. 

Tópicos