Você está aqui

Estelionatário finge ser dono de locadora e dá golpe em funcionários e clientes na Capital

Suspeito 'vendeu' carro de funcionário

Um homem, identificado como Marcelo, foi denunciado por aplicar golpe em cinco pessoas em Campo Grande. De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito - que fingia ser dono de uma locadora e financiadora de veículos - colocou o carro de um colaborador à venda, tentou locar um imóvel em nome de uma funcionária e recebeu dinheiro pela venda de automóveis que não foram entregues.

O boletim de ocorrência foi registrado na noite dessa sexta-feira (20), depois que um funcionário - que afirma ter sido contratado na última segunda-feira (16), para trabalhar em uma locadora no Bairro Monte Castelo - passou a receber ligações de pessoas que afirmavam ter comprado um veículo que pertence a ele.

À polícia, o funcionário afirmou que o patrão tirou fotos de seu carro alegando que colocaria um veículo semelhante à venda e que as imagens seriam utilizadas apenas para ilustração. Após receber as ligações sobre a entrega do automóvel, ele procurou o chefe, mas não conseguiu encontrá-lo.

Segundo o funcionário, no mesmo dia o patrão dispensou os colaboradores no período da tarde. Após desconfiar do golpe, o homem entrou em contato com uma colega de trabalho para relatar o fato. A mulher, por sua vez, disse que o chefe tentou alugar um imóvel usando o nome dela. A informação, de acordo com relatos, foi confirmada pela proprietária do imóvel usado como endereço da locadora. 

A colaboradora também informou à polícia de que comprou dois chips em seu nome a pedido de Marcelo. Além dos funcionários, outras vítimas entraram em contato com a polícia. Conforme as denúncias, elas teriam dado uma quantia em dinheiro pela compra de veículos que não foram entregues. 

Uma das vítimas mora em Rio Negro e pagou R$ 2 mil de entrada. Ele recebeu apenas um recibo, sem informações sobre o vendedor e só descobriu o golpe depois de procurar a locadora na internet e conseguir contato com a dona do imóvel.

De acordo com as informações, a proprietária do prédio afirmou que o contrato seria concluído na segunda-feira (23) e que Marcelo chegou a dar R$ 290,00 de entrada pela locação do imóvel. 

Um homem também procurou a polícia para informar de que havia comprado um carro e repassado a quantia de R$ 1.500,00 para o suspeito.  A vítima pegou o dinheiro emprestado com um familiar que vendeu uma moto para ajudá-lo.

As denúncias de estelionato foram registradas na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. Até o momento cinco vítimas procuraram a polícia.

Tópicos