Você está aqui

Adolescentes desaparecidos são localizados em Jaraguari e teriam fugido a pé

Eles dormiam em meio a vegetação

Os adolescentes de 14 e15 anos que estavam desaparecidos desde a quinta-feira (10) foram localizados na madrugada deste domingo (13), num posto de gasolina na BR-163, em Jaraguari, a cerca de 47 km de Campo Grande. Foram os próprios adolescentes que acionaram os pais para por fim à 'aventura'.

De acordo com o pai de um deles, após três dias desaparecidos, um dos adolescentes desistiu da ideia de fugir e conseguiu convencer os outros dois de voltar para casa. Assim, eles ligaram de madrugada para o celular de um dos pais, que prontificou-se a busca-los no posto.

"Deve ter batido a fome, o cansaço. E daí recebi a ligação de madrugada e meu filho dizendo 'agora tô de boa, pai'. Fui na casa do pai de um deles que mora aqui perto, reunimos alguns amigos e fomos buscar os três. É uma sensação de alívio, porque a gente viu tanta história terrível nessa cidade que a gente já estava se preparando para o pior", conta.

Fuga 'Sessão da Tarde'

Momento em que adolescentes foram encontrados. Eles dormiam em banheiro de um posto de combustível (Foto - WhatsApp)

.

Segundo os pais, os jovens queriam 'dar um tempo' e sair de casa. Eles chegaram até Jaraguari a pé e não se alimentaram durante todos os dias. Eles também teriam tentado conseguir 'bicos' nas fazendas, sem sucesso, e dormiam no meio do mato. "Eles foram caminhando pela estrada e quando era para dormir entravam no mato. Eles trocaram o luxo pelo lixo", conta.

De volta a casa, os adolescentes se alimentam e ainda se preparam para contar detalhes da aventura, que custou o sossego dos pais. "Olha, vou te contar, passou tanta coisa pela minha cabeça. Pelo menos hoje vou comemorar o Dia dos Pais em paz. Estou feliz por ter encontrado esses meninos", finaliza.

Entenda o caso

Um adolescente de 14 e dois de 15 anos desapareceram na última quinta-feira (10). Um boletim de ocorrência chegou a ser registrado na Depca (Delegacia de Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), mas, desde o início, os familiares suspeitavam que o sumiço fosse intencional, já que o trio havia comentado a outro amigo que queria sair de casa. 

"Eu e minha mulher saímos cedinho para trabalhar e ele ficou dormindo porque estuda à tarde. Quando voltamos, por volta das 18 horas, ele não estava, começou a demorar e pensamos que ele tinha perdido o ônibus, mas como demorou muito mais, procuramos a namorada dele e ela nos disse que ele mandou mensagem dizendo que estava longe, mas ela não levou à sério. Falamos com um amigo que disse que ele comentou que estava cansado de ficar em casa e que iria viver a vida dele. Estamos à base de calmantes", comentou o pai de um dos jovens que, ao procurar informações sobre o filho, descobriu que outros dois adolescentes da mesma escola também estavam desaparecidos.

Em comum, os três adolescentes haviam manifestado vontade de sair de casa e de ter mais liberdade. Um deles, entretanto, passava por problemas emocionais e fazia tratamento psiquiátrico. Os telefones celulares ficaram desligados até o momento em que o trio restabeleceu contato. A suspeita é que eles estivessem a caminho de uma chácara em Coxim, que fica a 253 a quilômetros da Capital.

Tópicos