Você está aqui

Operação da Polícia Federal resgata peões escravizados no Pantanal

Denúncia deu origem a inquérito policial

Em operação que necessitou de abordagem por terra, água e ar, foram resgatados 4 trabalhadores que viviam em condições análogas à escravidão na região da Nhecolância, no Pantanal. A ação foi realizada nesta quarta-feira (8) pelas Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Militar Ambiental e a Polícia Civil em conjunto com a Polícia Federal, o Ministério Público do Trabalho e o Ministério do Trabalho e ainda está em andamento.

Uma denúncia de que um “trabalhador estava sendo submetido a condições degradantes de trabalho havia vários anos em uma área rural de difícil acesso” levou a um inquérito policial na Delegacia da Polícia Federal em Corumbá, município 444 quilômetros distante de Campo Grande, informou a PRF.  Com as informações, a Polícia Federal solicitou instauração de ação fiscal trabalhista ao Ministério do Trabalho. Um inquérito civil também está sendo instaurado para averiguar os fatos.

A força tarefa contou com apoio da Divisão de Operações Aéreas da PRF e grupo especializado em patrulha pelos rios, da Polícia Federal de Corumbá, pois a região é de difícil acesso. A PRF informa também que “os desdobramentos nas competências do Ministério do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho e da Polícia Federal terão seguimento até as conclusões finais”.

Tópicos