Você está aqui

Após suspeita de armação, acusado de estuprar irmão deixa a prisão

Família do jovem acredita em ‘armação’

O suspeito de estuprar o próprio irmão, de 6 anos, em um município na região norte do Estado teve a liberdade concedida após um habeas corpus impetrado na última terça-feira (10). Novos depoimentos estão marcados para a próxima semana.

Segundo o tio do jovem, de 18 anos, ele será ouvido até a próxima semana, “Até agora não ouviram ninguém, apenas a criança e a avó dela”, fala o tio.  Segundo ele, testemunhas serão ouvidas para o caso.

O rapaz foi preso no dia 3 de outubro, após o irmão de 6 anos contar que teria sido estuprado por ele, mas o fato é contestado pela família do jovem que afirmou ser armação do padrasto com quem o jovem já teria entrado em luta para defender a mãe de agressões.

O suposto crime teria acontecido 10 dias antes de sua prisão, no dia 3, e o irmão de 6 anos do suspeito pelo estupro teria passado por exames, na cidade de Paranaíba, onde um médico teria atestado que a criança teria sido abusada sexualmente, com a introdução de um objeto no ânus.

Já segundo o tio do rapaz, dois médicos da cidade teriam feitos exames no menino e atestado que a criança na realidade estava com má higiene, com assaduras. “Meu sobrinho é um rapaz exemplar, isso tudo foi uma armação”, fala o tio.

Comoção e carreata

Uma carreata foi feita na noite do dia 5 de deste mês em defesa do rapaz que está preso. Familiares e amigos inconformados com a prisão do jovem alegam a inocência dele. Todos afirmaram que a história seria ‘montada’ pela família do padrasto.

 

 

 

Tópicos