Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Polícia identifica as cinco vítimas que morreram em acidente grave na BR-163

02 Colisão entre caminhão e ônibus na BR-163 mata quatro pessoas e deixa várias feridas

03 'Família Santos' abriu até empresa em Sergipe e vendia livro de R$ 8 por R$ 800 em MS

04 Homem agride e tenta matar rapaz ao descobrir que esposa estaria grávida dele

05 Presos golpistas que se passavam por ex-viciados ou universitários pobres para vender livros

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

12/02/2014 17:38

Policial civil de MS é executado com tiro de calibre 12 na cabeça

Aumentar texto Diminuir texto

Diego Alves


O policial civil, Marcílio de Souza foi executado com um tiro de calibre 12 na cabeça, no final da tarde dessa quarta-feira (12), na fronteira entre as cidades de Paranhos (477 km de Campo Grande) e a cidade paraguaia de Ypêjhú.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, Marcílio é perito papiloscopista esta na corporação desde 2003.

De acordo com o site Gazeta News, o policial que é da cidade de Amambai, estava próximo a linha da fronteira, quando foi assassinado por um autor ainda não identificado. Ainda de acordo com a polícia, Marcílio estava há cerca de dez anos trabalhando na delegacia da cidade.

GazetaNews

Notícias relacionadas

12/02/2014
20h33 Policial civil de MS foi executado pelas costas em cidade paraguaia


Comentários (0)

 
Deixar comentário
19h27
Passageiros denunciam falta de segurança e vandalismo nos Terminais de Ônibus da Capital
19h06
Polícia apreende carreta com pneus contrabandeados em Laguna Carapã
18h21
Maior do ano em MS, 45 toneladas de drogas são incineradas em Dourados
Entrevista
“Queremos fomentar o comércio e ajudar as associações a conquistar espaço”, diz presidente da Faems
Charge do dia
Charge