Midiamax
BUSCA: 
Editorial
TURISMO CADAVÉRICO
O prefeito de Bonito quer desbancar o saudoso personagem Odorico Paraguaçu. Mas a vida não imita a arte. Acorda desse pesadelo, Excelência!
Leia na íntegra
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas



Blogs
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 PMDB enfrenta nova crise com insatisfação de candidatos para Campo Grande

02 Após eleições, 10 cargos federais viram alvo de políticos em Mato Grosso do Sul

03 Professores não farão greve porque 'são inteligentes', diz prefeito, sem dar aumento

04 Dupla armada com pistola rende família no meio da manhã e rouba carro em Campo Grande

05 Carro com duas crianças vai parar em cima de outro em colisão na Vila Bandeirante

Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

03/12/2013 11:15

Operação da Federal contra esquema de traficantes prende 16 em Mato Grosso do Sul

Aumentar texto Diminuir texto

Arlindo Florentino

De acordo com o balanço parcial da Operação Piloto, divulgado nesta terça-feira (03) pela Polícia Federal, 16 pessoas foram presas em Mato Grosso do Sul, sendo sete em Ponta Porã, sete em Naviraí e duas em Três Lagoas.

No total, foram realizadas 33 prisões por conta de mandados, mais quatro em flagrante por posse de arma de fogo e apreendidos R$ 10 mil em dinheiro. Oito pessoas são consideradas foragidas.

A operação foi desencadeada na segunda-feira (02), com o objetivo de prender os chefes de um grande esquema internacional de tráfico de drogas na região de fronteira com o Paraguai, nos Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul.

Os trabalhos da Polícia Federal concentraram-se em 24 municípios de 6 Estados, todos expedidos pela 1ª. Vara da Justiça Federal em Umuarama/PR. Em Mato Grosso do Sul, as cidades envolvidas foram Ponta Porã, Eldorado, Amambaí, Sete Quedas, Coronel Sapucaia, Paranhos, Iguatemi, Mundo Novo e Três Lagoas

As investigações tiveram início no mês de maio de 2013, quando foi identificado um empresário do ramo de transportes da cidade de Umuarama/PR. Ele estaria utilizando parte da frota para transportar grandes quantidades de maconha, escondidos em meio a cargas de sofás e cadeiras. A droga vinha do Paraguai e era levada para o Estado de São Paulo.

Com o avançar das investigações, foi identificada uma ampla rede internacional, formada por 16 quadrilhas de tráfico de drogas, operando a partir de Umuarama/PR. Essas quadrilhas compravam grandes quantidades de maconha, cocaína, crack, armas de fogo e munições, transportavam tudo para o território brasileiro e, depois, distribuíam nos grandes centros consumidores, principalmente no Estado de São Paulo.



Comentários (2)

04/12/2013 08:25
Gica
Parabéns PF, tem q acabar mesmo com essas ramificações, cidadãos e falsos "empresários" Sapucaenses, sua hora pode chegar e suas ostentações tbem, tem alto padrão de vida com a desgraça das pessoas e seus familiares. Pq quem trafica quer ostentação nem q seja na desgraça dos outros.

03/12/2013 19:09
nacionalistass
droga e uma porcaria... muito bom merecem parabéns , mas ótimo seria vê-los agindo assim contra os corruptos que são no minimo 10 mil vezes piores que esses animais traficantes.. sem esse povo do mal seria o paraíso! infelizmente só nos resta sonhar.. pelos menos ainda e de graça!

07h59
Suspeito de ter matado rapaz a tiros participava do mesmo grupo de amigos da vítima
07h34
Homem fica ferido por disparos de arma de fogo depois de tentativa de roubo em MS
07h29
Suspeito de roubar motocicleta sofre atentado e morre na Vila Santo Eugênio
Entrevista
Diretor do CRA fala da importância do profissional administrador na gestão pública
Charge do dia
Charge