Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Estado pode ter 'tempestades destrutivas' e nova mudança climática já atinge a Capital

02 'Ex-bernaldete' se aproxima de Olarte, cogita cargo na Prefeitura e revolta ex-aliados

03 Reviravolta: Justiça afasta vereador que havia tirado prefeito do cargo dias atrás

04 PF realiza em Campo Grande leilão de veículos com valores entre R$ 600 e R$ 12 mil

05 Uso de poços artesianos na Capital pode ser liberado com derrubada de decreto

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

20/11/2013 11:31

Vereador critica falta de limpeza e aposta em novo estado de emergência com dengue

Aumentar texto Diminuir texto

Elverson Cardozo e Wendel Reis


O vereador Chiquinho Teles (PSD) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Campo Grande, nesta quinta-feira (20), para criticar a falta de atenção da Prefeitura com relação à limpeza dos bairros. Aproveitando a deixa, o vereador Elizeu Dionízio (PSL) propôs, em tom crítico, um “bolão“, porque aposta que a prefeitura vai decretar novo estado de emergência, agora, contra a dengue.

Elizeu não poupou críticas ao prefeito e disparou: “Ele abandonou a cidade para entrar com o regime que ele gosta, de emergência. Mas, se Deus quiser, Campo Grande vai ganhar um presente de natal: a cassação desse prefeito”.

Durante sua fala, Chiquinho disse que “o município não está capinando”, mas Bernal continua dizendo que isso é dever da população. “O que feito pela prefeitura, na antiga gestão, não está sendo realizado”, criticou.

Disse, também, que o que o deixa mais triste e preocupado é Bernal dizer que está tudo bem e bonito. Teles aproveitou a ocasião e pediu ao líder do prefeito na Câmara, vereador Alex do PT, que lembre o prefeito de que “ele tem quase R$ 3 milhões do orçamento para trabalhar pela cidade, mas não faz isso porque não quer”.

Alex não se conteve e, em resposta, disse que o serviço de limpeza da capital, segundo pesquisa do Midiamax, é bem avaliado pelos campo-grandenses. Chiquinho rebateu e chamou o parlamentar de desinformado porque a pesquisa em questão avaliava a coleta de lixo e não a limpeza da cidade.

Minamar Junior

O vereador Airton Saraiva engrossou o discurso e fez questão de lembrar que, na gestão passada, o serviço era realizado duas vezes por ano e, desta vez, nenhuma ação aconteceu.

Comentários (3)

20/11/2013 15:09
Gabriela
Ah peraí agora é culpa do prefeito também? Tudo bem que o cara está negligenciando geral mas as ruas e terrenos estão cheios de lixo é por causa dos porcalhões do povo, pelo menos a coleta de lixo da cidade é feita com regularidade mas o povo prefere jogar lixo nos terrenos!

20/11/2013 13:41
Ezio Jose
O ano passado não vi o serviço de limpeza e faz anos que o "fumaçê" contra o mosquito da dengue não passa mesmo vindo verbas de Brasilía para tanto.

20/11/2013 12:02
mara de oliveira
Gente... vamos ser justos, o povo tem que cuidar da limpeza de seus terrenos. O CCZ faz um ótimo trabalho juntamente com a secretaria de obras. Esses vereadores já estão viajando demais. Essa desse Saraiva é de lascar !!!! limparam tanto o ano passado que a cidade entrou dia 1 de janeiro com uma explosão no número dos casos de dengue. Ou foi o Bernal também???? Dá um tempo, já tá demais.

19h55
Sistema de ar condicionado estraga no Hospital Regional em Campo Grande
19h04
Indígenas de MS rejeitam criação de Instituto Nacional de Saúde e acusam Governo de privatização
18h01
Orla Cultural apresenta "Escutação: Percursos Poéticos Regionais" nesta quinta-feira
Entrevista
Prefeito rebate críticas e diz que tem de resolver até o que é atribuição do Estado