Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 'Xerifa' vai à academia em Campo Grande e Justiça a manda voltar para prisão no RJ

02 Jovem de Campo Grande publica foto de pistola e faz ameaças a PMs em post do Facebook

03 Poste 'explode' no interior de MS e mulher morre ao lado de máquina de lavar roupas

04 Com 92 anos e casado 4 vezes com a mesma mulher, ele diz que só tem medo de morrer novo

05 Bernal desafia Prefeitura a mostrar vídeos de suposto 'quebra-quebra' no Paço Municipal

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

14/10/2013 09:58

Motorista de Monza envolvido em acidente que motociclista morreu continua em estado grave

Aumentar texto Diminuir texto

Tatiana Lemes


Fernanda Kintschner

O motorista Otacílio Valente Ramires, de 43 anos, que dirigia um Monza que se envolveu em um acidente no último sábado (12), na Avenida Ernesto Geisel, continua em coma na Santa Casa de Campo Grande.

Otacílio continua internado na UTI em estado grave. Segundo a assessoria do hospital o motorista está em coma induzido e respira com ajuda de aparelhos.

O outro homem envolvido no acidente, o motociclista José Felício não resistiu aos ferimentos e morreu na Santa Casa.



Comentários (0)

 
Deixar comentário
20h14
Depois de avaliação do Ministério do Planejamento, servidores do HU poderão receber plantões feitos no início do ano
19h20
Sem ter com quem deixar o filho, vendedora vira diarista e cria grupo para arrumar emprego
19h11
Hospital Universitário reabre parte dos leitos fechados e pretende contratar mais de 800 profissionais
Entrevista
“Queremos fomentar o comércio e ajudar as associações a conquistar espaço”, diz presidente da Faems