Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas



Blogs
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Por quase nove horas, trio realiza arrastão em Campo Grande e fere a tiros uma das vítimas

02 Mensagem falsa sobre sumiço de criança no Aero Rancho invade WhatsApp em MS

03 Revista Veja afirma que Youssef incriminou Dilma e Lula; advogado não confirma

04 Morre 2º atleta que correu na Volta das Nações em Campo Grande

05 Neymar declara apoio a Aécio Neves após polêmica com foto alterada

Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

08/07/2013 08:43

"Foi inveja", afirma pai de MC Daleste, durante enterro do funkeiro

Aumentar texto Diminuir texto

Uol/TL

Mariana Pasini
Centenas de fãs acompanham o enterro de Daniel Pellegrine, conhecido como MC Daleste

O funkeiro Daniel Pellegrine, conhecido como MC Daleste, foi enterrado por volta de 9h40 desta segunda-feira (8), no cemitério da Vila Formosa, na região leste de São Paulo. Centenas de fãs acompanharam o enterro cantando músicas do artista, como "Angra dos Reis", com os versos "Eu sou Daleste. Cheguei mas tô saindo fora, / Vim chamar as tops, vem, mas só se for agora, / Angra dos reis 40 graus, eu quero baile funk, / De 1100 rolé vai adiante". Segundo estimativa da Guarda Civil Municipal, cerca de 20 mil pessoas passaram pelo velório desde às 16h de domingo.

MC Daleste, que tinha 20 anos, morreu após ser atingido por um tiro no tórax, por volta das 22h30 de sábado enquanto cantava sobre um palco montado em uma festa julina no bairro San Martin, em Campinas (a 93 km de São Paulo).

Durante o enterro, o pai do MC, Roland Ribeiro Pellegrine, chegou a especular sobre o motivo do crime: "Foi inveja", disse. Roland afirmou que está "arrasado" e criticou o tratamento da imprensa, que, segundo ele, nunca havia dado atenção ao filho até sua morte.

Os fãs de MC Daleste, formado em grande maioria por jovens na faixa dos 18 anos, chegaram a causar um pequeno tumulto quando o portão de acesso aos jazigos foram fechados para que só os familiares entrassem na área onde foi realizado o enterro. Algumas pessoas tentaram dar a volta no cercado para procurar outra entrada. Na sequência, o portão foi reaberto e o público pode acompanhar o enterro.



Comentários (0)

 
Deixar comentário
07h26
Motociclista de 18 anos morre após bater de frente em árvore em Dourados
07h23
Tempo deve ficar nublado durante todo o sábado e chuvas podem cair a qualquer hora
07h09
Aeroporto Internacional de Campo Grande opera sem atrasos e cancelamentos neste sábado
Entrevista
Diretor do CRA fala da importância do profissional administrador na gestão pública