Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Articulistas






Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Com R$ 117 milhões em licitação, confira os bairros que recebem asfalto a partir de junho

02 Gaeco investiga 'atual quadro político' de Campo Grande, admitem vereadores

03 Técnica de enfermagem denuncia colega à polícia por racismo em posto de saúde

04 VÍDEO: Gangues de escolas estaduais brigam por ciúmes e divulgam cenas da pancadaria

05 Puccinelli usa o Facebook para responder provocação sobre 'trairagem' na campanha política

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial
Geral

08/07/2013 08:43

"Foi inveja", afirma pai de MC Daleste, durante enterro do funkeiro

Aumentar texto Diminuir texto

Uol/TL


Mariana Pasini
Centenas de fãs acompanham o enterro de Daniel Pellegrine, conhecido como MC Daleste

O funkeiro Daniel Pellegrine, conhecido como MC Daleste, foi enterrado por volta de 9h40 desta segunda-feira (8), no cemitério da Vila Formosa, na região leste de São Paulo. Centenas de fãs acompanharam o enterro cantando músicas do artista, como "Angra dos Reis", com os versos "Eu sou Daleste. Cheguei mas tô saindo fora, / Vim chamar as tops, vem, mas só se for agora, / Angra dos reis 40 graus, eu quero baile funk, / De 1100 rolé vai adiante". Segundo estimativa da Guarda Civil Municipal, cerca de 20 mil pessoas passaram pelo velório desde às 16h de domingo.

MC Daleste, que tinha 20 anos, morreu após ser atingido por um tiro no tórax, por volta das 22h30 de sábado enquanto cantava sobre um palco montado em uma festa julina no bairro San Martin, em Campinas (a 93 km de São Paulo).

Durante o enterro, o pai do MC, Roland Ribeiro Pellegrine, chegou a especular sobre o motivo do crime: "Foi inveja", disse. Roland afirmou que está "arrasado" e criticou o tratamento da imprensa, que, segundo ele, nunca havia dado atenção ao filho até sua morte.

Os fãs de MC Daleste, formado em grande maioria por jovens na faixa dos 18 anos, chegaram a causar um pequeno tumulto quando o portão de acesso aos jazigos foram fechados para que só os familiares entrassem na área onde foi realizado o enterro. Algumas pessoas tentaram dar a volta no cercado para procurar outra entrada. Na sequência, o portão foi reaberto e o público pode acompanhar o enterro.

Comentários (0)

 
Deixar comentário
19h52
Sesau publica nomeação para assessor-técnico e assessor
19h45
Motociclista fura sinal e fica gravemente ferido em Campo Grande
18h38
Entidade acusa hospital de liberar corpo de bebê sem os órgãos em Campo Grande
Entrevista
Tráfico humano: MS tem 'tabela de preços' para mulheres de acordo com a cor, diz especialista