Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Blogs

 Pimenta no Reino

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas



Blogs
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Corpos de casal desaparecido em Itaporã são encontrados nas margens da MS-157

02 Motorista perde controle de veículo, derruba semáforo, destrói mureta e tomba no Centro

03 Mais um: supostamente embriagado, homem dorme e deixa veículo atravessado na rua

04 Ladrões entram pela janela à noite, pegam chaves e levam Hilux e carro de luxo

05 Duas meninas desaparecem em rio de MS e bombeiros localizam corpo de adolescente

Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

01/05/2013 20:45

Após falhas, goleiro do Palmeiras se redime e se destaca contra Santos e Tijuana

Aumentar texto Diminuir texto

AgênciaEstado/DA

O goleiro Bruno sabe como ninguém que nada melhor do que um dia após o outro, ainda mais no futebol. Ele que foi execrado após a partida contra o Ituano, quando falhou em dois gols na derrota por 2 a 1, se destacou contra Santos e Tijuana e levantou uma questão que parecia ser resolvida: quem deve ser o goleiro titular do Palmeiras?

Fernando Prass deixou o time por causa de uma lesão na clavícula esquerda que o deixará longe da equipe por pelo menos mais 40 dias. Até lá, Bruno será o titular e poderá comprovar se realmente deu a volta por cima ou se tudo é apenas uma boa fase passageira.

Embora o técnico Gilson Kleina encha Bruno de elogios publicamente, ele ainda acredita que Fernando Prass passa mais segurança para ser o dono da posição. Afinal de contas, foi o treinador quem concordou com a contratação do ex-vascaíno no início do ano. Como ainda não poderá contar com o titular por um bom tempo, a ordem é dar o máximo de confiança para Bruno e evitar que a meta alviverde se torne um problema.

Bruno vive uma situação parecida com a de vários ex-goleiros do passado alviverde. Em 1987, Martorelli era o titular e teve de cumprir suspensão por uma expulsão. Em seu lugar entrou Zetti, que voltou ao banco na partida seguinte, mas seis jogos depois, assumiu a meta e não largou mais até 1988, quando quebrou a perna e abriu espaço para Velloso.

O antecessor de Marcos fez algumas partidas como titular, mas acabou sendo emprestado para o União São João e Santos. Voltou ao Palmeiras e foi titular de 1994 a 1998 até sofrer uma lesão e deixar o caminho livre para Marcos.

Desta vez, Fernando Prass se machucou e Bruno ganhou uma nova oportunidade. Alguns dos ex-goleiros que viveram essa sucessão do posto de titular da meta alviverde acreditam que a situação é parecida mas com uma diferença importante. "O Bruno já teve a sua oportunidade, foi campeão da Copa do Brasil e acabou perdendo espaço. Contra o Ituano, ele falhou e se redimiu contra Santos e Tijuana. O que falta ao Bruno é equilíbrio para se tornar um goleiro incontestável como foi o Marcos", analisou Velloso. Já Zetti destaca a necessidade do time ter confiança no camisa 1. "É fundamental que o time confie no goleiro. Vamos ver se o Bruno consegue manter essa sequência".

PRASS É O PREFERIDO - Por conta desta instabilidade, os ex-goleiros concordam com Gilson Kleina e acham que Fernando Prass ainda está à frente na disputa. "Hoje eu ainda acho que o Prass merece ser o titular, já que ele estava em uma boa sequência. O Bruno fez apenas dois bons jogos e se continuar bem, talvez valesse pensar na possibilidade. Mas ainda não", disse Velloso.

Amigo de Bruno, Marcos se esquiva, mas comemora a volta da confiança ao companheiro. "Todo mundo criticava ele, mas essas partidas impressionantes ajudam a dar moral para ele".

Zetti, que decidiu abandonar a carreira de treinador, contou que já viveu situações parecidas com a de Gilson Kleina. "É bom ter dois goleiros de qualidade. Quando passei por isso, escalei aquele que eu sentia que o elenco tinha mais confiança".

Comentários (0)

 
Deixar comentário
22h25
Primeiro rival do Corinthians na Libertadores será o campeão de 2004
22h01
Ronaldinho Gaúcho continua 'desaparecido' e recebe ultimato do Querétaro
17h53
Seleção feminina da China é terceira colocada em torneio de Brasília
Loteria
Dois levam prêmio de R$ 8 milhões da Mega-Sena
Entrevista
Diretor do CRA fala da importância do profissional administrador na gestão pública