Midiamax
BUSCA: 
Editorial
TURISMO CADAVÉRICO
O prefeito de Bonito quer desbancar o saudoso personagem Odorico Paraguaçu. Mas a vida não imita a arte. Acorda desse pesadelo, Excelência!
Leia na íntegra
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas



Blogs
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Nelsinho, governo e vereador terão destino traçado pelo MPE nos próximos dias

02 Ladrões invadem residência e matam vítima porque não conseguia abrir cofre em MS

03 Criança cai de segundo andar do prédio do Procon de Campo Grande

04 Campo Grande tem até policial com dedicação exclusiva entre 'empresários' no setor de táxi

05 Duas vagas remanescentes de Zeca no TCE são disputadas por três ligados a Puccinelli

Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

16/01/2013 10:12

Morre o humorista Clayton Silva, de 'A Praça é Nossa'

Aumentar texto Diminuir texto

Jornal do Brasil/NG

Divulgação

Morreu, aos 74 anos, na noite desta terça-feira, o ator e humorista Clayton Silva. Ele estava internado no Centro Médico do distrito de Barão Geraldo, em Campinas (SP), e lutava contra um câncer.

O corpo de Clayton será levado para o crematório da Vila Alpina, em São Paulo. O velório acontece em Indaiatuba.

O ator fazia parte do programa "A Praça é Nossa" do SBT, desde 1987, e era responsável pelos bordões "Tô de olho no sinhô" e "êta fuminho bão".

No cinema, Clayton Silva atuou em "O Bem Dotado Homem de Itu" (1978); "As Aventuras de Mário Fofoca"(1982); e "Pecado Horizontal" (1982).



Comentários (0)

 
Deixar comentário
22h59
Lei Anticorrupção deve ser regulamentada até final deste ano, diz ministro
22h15
Delegado defende legalização das drogas para combater violência
19h55
Rafael, filho de Jô Soares, morre no Rio de Janeiro
Artigo do dia
João Campos
Gratuidade injusta
Entrevista
Diretor do CRA fala da importância do profissional administrador na gestão pública
Loteria
Mega-Sena acumula e ninguém fatura prêmio superior a R$ 3 milhões