Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Acidente entre veículo e carreta na saída para Três Lagoas mata presidente da MSGÁS

02 'Xerifa' vai à academia em Campo Grande e Justiça a manda voltar para prisão no RJ

03 Menina maranhense vem passear em MS e é encontrada em situação de escravidão

04 Gastando apenas R$ 1,50, apostador de MS ganha quase R$ 500 mil na Lotofácil

05 Com frio, diversas casas oferecem rodízio de caldos a partir de R$ 19

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial
Veja também Economia

01/01/2013 08:13

Novo salário mínimo começa a valer a partir de hoje

Aumentar texto Diminuir texto

Terra/NG

O novo salário mínimo, no valor de R$ 678, começa a valer nesta terça-feira (1º). O decreto corrigindo o valor foi assinado pela presidente Dilma Rousseff no dia 24 de dezembro e publicado no Diário Oficial da União do dia seguinte. O ganho real ao trabalhador brasileiro, segundo o governo, será de 9%.

O valor é calculado segundo uma regra que leva em consideração a inflação do ano anterior ao ajuste e a variação do Produto Interno Bruto (PIB - soma de todas as riquezas produzidas no País) de dois anos antes. Para 2013, o cálculo é feito com base nos 2,7% de crescimento da economia em 2011 mais a projeção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 6,1% neste ano.



Comentários (0)

 
Deixar comentário
12h12
Com medidas do BC, Bradesco terá pelo menos R$10 bi a mais para emprestar
11h48
Copa do Mundo leva a recorde nas receitas de turistas estrangeiros no Brasil
11h38
Medidas do BC melhoram distribuição de recursos na economia
Entrevista
“Queremos fomentar o comércio e ajudar as associações a conquistar espaço”, diz presidente da Faems