Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 MidiaMAIS

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas



Blogs
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Sem dinheiro, policiais ficam fora de formatura de luxo e de 'castigo' em plantão

02 Trio de Azambuja pode esquentar briga com PMDB pela presidência da Assembleia

03 Motoqueiro bate no meio-fio e morre em galeria de esgoto na BR-163

04 Em passeata, servidores cobram seis horas de trabalho e fim da pressão de chefes

05 Don Juan de moto vai ‘paquerar’ meninas na rua, não reduz e causa acidente no Guanandi

Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

06/10/2011 16:08

Polícia prende quadrilha que usava cheques falsos no comércio de Campo Grande

Aumentar texto Diminuir texto

Eliane Souza

Divulgação
Os quatro foram presos, acusados de estelionato

Investigadores da Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) prenderam em Campo Grande uma quadrilha de estelionatários que agia no comércio fazendo compras com cheques falsos. A polícia chegou até o quarteto depois que recebeu a informação de que duas mulheres estavam tentando adquirir roupas com folhas de cheque falsificadas.

Quando a polícia chegou à loja, as duas mulheres, Keila Fernanda dos Santos Medina, 30 anos, e Marinês Oliveira dos Santos, 47, já haviam saído do estabelecimento, porém foram encontradas nas proximidades da loja.

Um dos pontos importantes para que as duas não conseguissem aplicar o golpe foi o fato de que uma vendedora da loja reconheceu Keila como a mesma mulher que em abril deste ano fez compras com lâminas de cheque falsificadas, causando um prejuízo de R$ 2 mil ao estabelecimento.

De imediato, a dupla formada por mãe e filha negou que estava praticando ilícito, porém ao serem conduzidas a Garras foi encontrado na bolsa delas documento de identidade falso em nome de Keila dos Santos, que foi utilizado para abertura de conta bancária.

Keila e Marinês revelaram ainda que haviam feito compra em um supermercado localizado em bairro nobre da Capital, em companhia de dois homens identificados como Ricardo Lamar Gonçalves, 32 anos, e Marcelo Teixeira Galvão, 44 anos, que foram presos na casa de Keila.

Todos os integrantes da quadrilha tem passagem pela polícia, sendo que Ricardo possuía quatro documentos de CPF diferentes e Marcelo já havia praticado crime de estelionato em Sorocaba (SP).



Comentários (0)

 
Deixar comentário
17h55
Depois de brigar com a mulher, marido é suspeito de atear fogo na casa no José Abraão
17h15
Em dia de fúria, homem briga com a família, bate e ameaça PMs de morte em Campo Grande
16h08
PM encontra foragida da Justiça no Bairro Cidade Morena, em Campo Grande
Charge do dia
Charge