Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Lei aprovada por deputados de MS exige, a partir de hoje, cartaz sobre 'riscos da carambola'

02 Aprovado em concurso na Capital é impedido de tomar posse por ter antecedentes criminais

03 Mãe de motociclista morto pede para falar com atropelador e se exalta

04 Motorista garante que não viu quando passou por cima de motociclista no Jardim Canguru

05 Raizeiro é preso por realizar consultas e vender 'poções' no pátio de igreja em MS

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

27/07/2011 16:34

'Fiquei desesperada ao ver meu filho com a faca na cabeça", conta mãe de garoto agredido por colega

Aumentar texto Diminuir texto

Aline Saraiva


Deusli Silva de Oliveira é a mãe de Mateus Silva de Oliveira, de 13 anos. O menino foi atingido nesta quarta-feira (27) por uma facada na cabeça enquanto brincava com outra criança. Ela conta que entrou em desespero quando viu o filho ensanguentado.

Segundo Deusli, o menino de 10 anos que atingiu Mateus é vizinho e todos os dias brincava com seus filhos no quintal de sua casa. Ela conta que o menino chamou Mateus para brincar na casa ao lado.

Por volta das 10h25 da manhã, Mateus voltou para a casa chorando com uma faca de serra enfiada na cabeça, entre os olhos e a orelha. “Eu fiquei desesperada quando eu vi meu filho chorando com aquela faca na cabeça, nem perguntei o que aconteceu”, conta Deusli. Ela também conta que o filho toda hora perguntava se iria morrer, até que foi se acalmando por conta dos Bombeiros.

O menino, de 13 anos, está no Pronto Socorro da Santa Casa de Campo Grande. Tomografia e Raio-X foram feitos para saber a profundidade da perfuração, depois será analisado se é caso de cirurgia.

Ao ser questionada sobre a mãe do vizinho, Deusli comenta que a mulher passa do dia todo fora de casa e deixa os três filhos sozinhos em casa. “O que ela faz ninguém sabe, só sei que ela não para em casa”, finaliza ela.

O menino que deu a facada, juntamente com a mãe, foram encaminhados à Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente e, por se tratar de duas crianças, o caso foi encaminhado ao Conselho Tutelar para proteção a eles.

Aline Saraiva
A mãe do garoto de 13 anos, esfaqueado por um colega de apenas dez anos: 'sangue e desespero'

(Com a colaboração de Diego Alves)



Comentários (0)

 
Deixar comentário
07h21
‘Peladão’ não tinha CNH e pagou 4 salários mínimos para ser liberado da delegacia
06h58
Polícia atira contra Verona e prende motorista 'peladão' que ignorou abordagem e fugiu
21h55
Motorista ateia fogo em livraria e delegacia de MS
Entrevista
“Queremos fomentar o comércio e ajudar as associações a conquistar espaço”, diz presidente da Faems
Charge do dia
Charge