Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Traficantes arrendam lava-jato em Campo Grande para sediar 'operações' da quadrilha

02 Justiça Eleitoral barra candidatura a deputado estadual de ex-comandante da PM

03 CONFIRA: 10 concursos confirmados devem oferecer 1,9 mil vagas até o fim do ano

04 Ex-deputado do PSB desiste de candidatura, abandona Nelsinho e declara apoio a Delcídio

05 Cinco são presos com mais de 800 quilos de maconha em lava-jato no Centro da Capital

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

12/04/2011 22:58

Polícia de Goiás fez reconstituição do assassinato de jovem sul-mato-grossense

Aumentar texto Diminuir texto

CBN Goiânia/JG

A Polícia Civil de Goiás realizou, nesta terça-feira (12), a reconstituição do assassinato da adolescente Adriele Camacho Almeida, de 16 anos. A garota, natural de Cassilândia, foi morta a facadas último dia 13 de março, em Itarumã, a 390 quilômetros de Goiânia, em crime com suposta motivação homofóbica. Detalhes sobre a reconstituição não foram fornecidos pela polícia.

A suspeita do assassinato da adolescente pesa sobre o irmão da namorada de Adriele, de 17 anos, que confessou o crime. Contudo, o pai do rapaz, um lavrador de 36 anos, também foi preso suspeito de participar do homicídio. Ele não aceitava o relacionamento entre sua filha e a vítima e já teria feito ameaças.

O Delegado titular do município de Caçu, Samer Agi, responsável pelas investigações, afirma que ainda existem dúvidas sobre o crime, pois há a possibilidade de o menor de 17 anos assumir a autoria do crime no lugar do pai.

Ele garante, contudo, que cometeu o assassinato sozinho. Em depoimento, o jovem disse que teve a ajuda do irmão de 13 anos para arrastar o corpo de Adriele e enterrá-lo em uma área de mata na fazenda do pai. Uma motocicleta usada pela vítima teria sido jogada em um rio próximo à propriedade.

Notícias relacionadas

07/04/2011
15h16 Polícia de Goiás deve ouvir envolvidos na morte de jovem sul-mato-grossense
06/04/2011
16h05 Menina de MS é encontrada morta em Goiás e pai da namorada dela é principal suspeito


Comentários (0)

 
Deixar comentário
21h55
Advogado é econtrado morto dentro de casa em MS
19h37
PMA autua proprietário rural em R$ 5,1 mil por exploração ilegal de madeira protegida por lei
19h25
Dupla de moto assalta mercado em Campo Grande
Entrevista
Especialista adverte que prática de exercícios sem acompanhamento pode levar à morte
Charge do dia
Charge