Você está aqui

Coreia do Norte chama presidente dos EUA de 'mentalmente perturbado'

Líder do país prometeu ofensiva "além da expectativa" de Trump

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, chamou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de “mentalmente perturbado” após ter feito o que chamou de “a declaração mais feroz de uma guerra na história”, se referindo ao discurso do norte-americano na Assembleia da ONU, na última terça-feira (19).

Na terça, Trump disse, durante o discurso na ONU, que não restaria alternativa aos EUA se não “destruir completamente” a Coreia do Norte, caso o país norte-coreano continuasse a ameaçar a segurança dos norte-americanos.

Kim Jong-un disse que o discurso de Trump mostra que o programa nuclear da Coreia do Norte está no “caminho correto”. O país já fez dois lançamentos de mísseis sobre o Japão, e seis testes nucleares desde o início das ameaças contra os EUA.

“Suas declarações me convenceram, ao invés de me assustar ou me parar, de que o caminho que eu escolhi está correto e que é esse o que tenho que seguir até o final”, disse Kim em uma declaração divulgada no canal de notícias do governo, KCNA.

O líder norte-coreano declarou ainda que Trump enfrentaria “resultados além de sua expectativa”, sem explicar quais seriam as próximas medidas da Coreia do Norte. “Eu segura e definitivamente domarei-o mentalmente, perturbado americano senil com fogo”, disse Kim sobre Trump.  

Tópicos