Você está aqui

Atentado com carro-bomba na Síria deixa ao menos 43 mortos

Há dezenas de feridos

Mais um atentado na Síria foi registrado neste sábado (7) deixando ao menos 43 pessoas mortas. Segundo noticiado pela Folha de São Paulo, com informações do OSDH (Observatório Sírio de Direitos Humanos), um carro-bomba explodiu em Azaz, cidade controlada por rebeldes no norte do país.

Além dos mortos, a explosão, que aconteceu em frente aos tribunais da cidade, deixou também dezenas de feridos. De acordo com a Folha, a maioria das vítimas era civil.

Próxima à fronteira com a Turquia, Azaz faz parte da província de Aleppo. O Estado Islâmico direcionou vários ataques e ofensivas à cidade, na tentativa de tomar controle do local. O último ataque à cidade foi em 17 de novembro, quando o alvo foi a sede do grupo rebelde Nureddin Zinki. Na ocasião, 10 morreram, informa a Folha.

Apesar do cessar-fogo que está em vigor na Síria desde o fim de dezembro, ainda há registros de conflitos em algumas áreas. O acordo, que foi mediado pela Rússia e pela Turquia, reduziu a violência no país.

Conflito

Desde março de 2011 a Síria é marcada pelos conflitos, quando protestos pacíficos se iniciaram contra a violência do regime e da oposição armada.

Embora não haja uma estimativa oficial do número de vítimas, supõe-se que quase 500 mil pessoas tenham sido mortas. Além disso, segundo a Folha, cerca de 11  milhões foram deslocados e 1 milhão de sírios pediram asino la Europa, sendo 300 mil deles apenas na Alemanha.

Turquia e rússia defendem posições opostas. Ancara exige a saída do ditador Bashar Al-Assad, enquanto Moscou defende o líder, que é seu principal aliado na região, onde tem uma importante base naval.

Tópicos