Você está aqui

'Lobisomem de Iguatemi' vira marchinha de carnaval e tem 'mistério' esclarecido

Grupo responsável pela composição também fez marchinha do Japonês da Federal

  • (Foto - Reprodução)

Ainda dá o que falar a suposta aparição de um lobisomen em Iguatemi. Desde quando ganhou as manchetes dos jornais em Mato Grosso do Sul, o 'causo' de criatura sobrenatural teve direito até a caçada com foice no município, localizado a cerca de 450 km de Campo Grande. A história voltou à tona na última sexta-feira (13), quando o grupo 'Os Marcheiros', radicado em Campinas e São Paulo, deu letra e música à história que cruzou as divisas de Mato Grosso do Sul.

Sim, a história do lobisomen de Iguatemi tornou-se uma marchinha de carnaval - e das boas (veja vídeo abaixo). Na produção, assinada por Thiago Vasconcelos de Sousa, 38 anos (letrista), Daniel Batistoni, 33 anos (musico) e Daniel Azevedo, 39 anos (pesquisa), o lobisomem tocava o terror em iguatemi, mas buscava apenas uma companheira para as noites de lua cheia. É mole?

A ideia de musicar a história incomuns em forma de marchinha surgiu logo que o grupo, que existe desde dezembro de 2015 e tem mais de 150 músicas, lançou campanha pelo envio de relatos que fugissem do eixo Rio-São Paulo, há cerca de três semanas.

 

 

"Todo o nosso conteúdo é em cima de notícia, é charge musical, é diferente de paródia. A gente faz muito isso com política, com a Lava Jato... Mas, procuramos outras manchetes nacionais, do interior do Brasil. Foi assim que a história do lobisomem chegou até nós", explica Thiago.

O grupo é conhecido por ter composto a marchinha do Japonês da Federal, o agente de Polícia Federal que efetuou a prisão de investigados na Lava Jato, como o ex-senador Delcídio do Amaral.

"A gênese da marchinha é ser politicamente incorreta, então 2017 foi um ano complicado para elas porque questionaram muito isso. Só que a gente tem outras coisas que podem ser alvo dessas marchinhas, os fatos políticos, por exemplo. E agora a gente também procura o inusitado. E essa história do Lobisomem foi sensacional", conta Thiago.

 

 

A composição e gravação da marchinha ocorreu no mesmo dia em que foi divulgada, a última sexta-feira 13, por motivos óbvios. "Tinha tudo a ver a gente lançar o vídeo na sexta-feira 13, mas quisemos dar um final melhor pro lobisomem, que queria apenas uma companheira para esse momento tão difícil da vida dele, que é a lua cheia", brinca. "Não sei se emplaca no Carnaval, mas tem o Dia das Bruxas chegando, né?", completa.

Tópicos